Site feito para fãs do seriado conversarem e jogarem RPG.
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Evento [Halloween]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Caroline Forbes
Vampiro
Vampiro
avatar

Mensagens : 2274
Data de inscrição : 06/04/2011
Idade : 22
Localização : De frente pro PC

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Evento [Halloween]   Ter Out 09, 2012 4:32 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Happy Halloween,
31 de Outubro à 1 de Novembro

Na Robert E. Lee High School, é uma obrigação ter uma festa em comemoração ao Halloween, onde os alunos se encontram a noite e festejam ao melhor estilo e com suas melhores fantasias, vale de tudo, desde fantasias assustadoras, as mais sexys e divertidas.
Chegando na escola, você irá para o ginásio, onde o comitê da escola organizou tudo nos mínimos detalhes para que hajam bebidas o suficiente ( e provavelmente batizada), musica boa, e alguns sustos.
Você pode optar por passar no Túnel do horror, onde você entra, e inúmeros monstros estão lá para te assustar, entre eles está o Drácula, acreditem na ironia, Samara, zumbis, fantasmas e se você conseguir sair de lá sem chorar, pode-se considerar um campeão. Muitos acham bobo a brincadeira, mas sempre, há uma grande fila para entrar no túnel.

Entrem, e divirtam-se, no melhor estilo que o Halloween pode proporcionar. E não se esqueça que a cidade toda está em festa, então, depois da escola, muitos ainda ficam nas ruas, assustando as crianças, e bebendo com amigos

E realmente, se você não sabe que deve tomar cuidado, eu só tenho a dizer-lhe uma coisa: Boa sorte!
duska do aglomerado.



some kind of happiness
Vampira. Controladora. Preferencia para Híbridos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://thevampirediariesrpg.forumeiros.com

AutorMensagem
Damon Salvatore
Vampiro
Vampiro
avatar

Mensagens : 265
Data de inscrição : 06/04/2011

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 14, 2012 6:53 pm




-
I put a spell on you...


Halloween, que coisa mais chata. Era o dia em que metade da população americana achava que podia assustar alguém, e que poderia ser um vampiro estupido. Suspirou, enquanto dirigia seu carro pela cidade, o vento fresco batendo no seu rosto era reconfortante, e fazia com que ele pensasse melhor, ele estava irritado, irritado consigo mesmo e sua inutilidade, ele não estava lá para ajudar Elena quando ela precisava, e a evita desde então.

Ele não queria lembrar-se de que falhou, não olhando para ela e vendo o como era inútil. Damon inclinou o corpo e pegou sua garrafa de Jack, que ironia, é claro, e bebeu pouco importando-se se a policia iria ver ou falar alguma coisa, até seria divertido ir para a cadeia essa noite, ele poderia matar várias pessoas, e ainda se lambuzar, dizendo que isso tudo fazia parte de sua fantasia de Halloween, só que não, ele já tinha uma péssima impressão com o Conselho, não precisava dessa para piorar.

Aumentou o rádio do carro, e escutou a música, balançando a cabeça lentamente, no ritmo da música, indignado com o que estava escutando.
- I put a spell on you, because you're mine ... - Cantou quase sorrindo, que musica conveniente, não?

De repente, uma leve formigação no seu braço o incomodou, franziu a testa. E continuou dirigindo, tentando ignorar uma vontade que não fazia sentido. Respirou fundo, essa música também não estava ajudando em nada também, desligou o rádio, ouvindo o barulho irritante das pessoas na rua, eram crianças fantasiadas de todos os tipos de criaturas, e seus cestos de doces lotados, urgh, ele lembra quando era criança, Stefan e Damon faziam aquelas lanternas de Jack ridículas e ficavam contando histórias de terror, sem imaginar, que no futuro, seriam os próprios monstros de suas histórias.
Definitivamente, Halloween não era seu dia.

Quando deu-se por si, ele estava na frente da escola, franziu a testa. Quando ele veio parar ali? Novamente ele sentiu um leve formigamento, ele devia entrar lá na escola, fazer o que? Ele não sabia, mas uma incrível e tentadora vontade se apoderou dele, ele tinha que ir para lá, e então, ele estacionou seu carro e secou sua garrafa de Jack.

Uma garota fantasiada de Diaba, sorriu para Damon, que piscou para a mesma, bonita e tentadora, assim como ele imaginava ser o Satanás, esperava que fosse uma mulher também, já que quando ele fosse mandado para lá, não queria ficar olhando para um homem de rabo e vermelho.

Entrou no salão, e a música e a iluminação piscante tomaram conta dele. Franziu a testa, novamente sentindo ser guiado por algo que não era ele. Quando percebeu o que estava fazendo, sorriu, e seguiu até onde uma aglomeração de jovens fantasiados estava, mirou em uma em especial e só parou quando seus lábios estavam no pé do ouvido da mesma.

- Trick-or-treat, Skye? - Murmurou, girando o corpo da bruxa, fazendo com que o olhar perdido da moça focasse no seu, seu sorriso torto aumentou enquanto fazia isso.


Extras: Tráágico o post.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Elijah Mikaelson
Original
Original
avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 09/09/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 14, 2012 8:48 pm



Elijah Mikaelson

The Original Vampire








Sempre modesto, Elijah continuou a observar Christine.
Citação :
-Me chamo Ashley Langdon.É um prazer conhecê-lo,Sr.Mikaelson.É novo na cidade ou já mora aqui á algum tempo?
- Podemos dizer que sou bem veterano nessa cidade, apenas fiquei fora por um longo tempo, as vezes enjoa ficar no mesmo lugar sem ter o que fazer...
O original fazia de novo a voz aveludada e bem sensual, não era para seduzir a outra e sim apenas encantar e mostrar que poderia ser uma companhia bem aceitável.
- Bom, as apresentações foram feitas, que acha de caminharmos um pouco pela festa?
Estendeu o braço a ela para que pudesse abraça-lo e assim começaram a caminhar pelo ambiente, conversavam muito sobre assuntos diferentes, Elijah gostava de falar sobre a história da cidade, contava sobre os escravos e bruxos, ao fim do passeio eles pararam próximo a mesa de bebidas. Soltou de leve do braço da jovem e pegou um copo e serviu a bebida assim entregando para a jovem.
- Ao nosso encontro... Minha querida Christine.
Ele erguia o copo e brindava, dando um suave gole na bebida fez sua ronda com os olhos e ainda observava seu irmão com a Srª Forbes, eis que surgia um novo personagem, Damon Salvatore acabava de mostrar presença na festa, deu um sorriso bem singelo e voltou a fitar Ashley.
- Espero que minha presença tenha agradado a vossa pessoa.

TAG: Ashley Langdon, Niklaus Mikaelson e Damon Salvatore.
ROUPA:Aqui
NOTAS: Novos convidados.




Última edição por Elijah Mikaelson em Dom Out 14, 2012 10:02 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel Bale

avatar

Mensagens : 136
Data de inscrição : 24/09/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 14, 2012 9:55 pm





LET YOURSELF GO!
SHUT YOUR MOUTH CAUSE YOU'RE TALKING TOO MUCH
AND I DON'T GIVE A FUCK ANYWAY
LET YOURSELF GO.



Sam estava começando a se sentir cansado de dançar,a batida insistente da música doía a sua cabeça,então fez uma pausa para procurar algo para beber.Retirou a sufocante máscara de seu rosto,e pegou um ponche de frutas,a bebida possuía um sabor adocicado,e em meio a isso um sabor amargo,fazendo o bruxo se relembrar que estava em uma festa de ensino médio e que os alunos devem ter misturado alguma coisa na bebida.

Sam começou a andar pelo salão enquanto bebia,observando as belas garotas dançando,e divertia-se ao ver os jovens bêbados humilhando-se sob os efeitos do álcool. Uma típica festa de Halloween.Quando o ponche acabou,colocou a máscara no rosto novamente.

Enquanto andava,percebeu duas garotas dançando de uma forma quase engraçada,e parou para observa-las.Uma delas dançava muito bem,e a outra parecia tentar copia-la,mas sem obter muito sucesso.As duas estavam usando fantasias impressionantes,uma parecia uma versão macabra da personagem Alice,e a outra um coelho, possivelmente o mesmo do filme Alice no País das Maravilhas.”Elas devem ter combinado as fantasias”.Pensou Sam.
Apesar da cena ser levemente cômica,Sam notou que a garota vestida de coelho estava com um olhar apreensivo,de repente ela agarrou o braço da outra,parece que sussurrou algo e logo depois o bruxo sentiu uma energia vinda da garota coelho,e percebeu que ela era uma bruxa,como ele.”O que está se passando na cabeça dessa garota para estar conjurando um feitiço no meio de um evento grande como este?".Pensou Sam."Dessa forma ela vai acabar se expondo.”

Sam se dirigiu até a garota à passos rápidos,por alguma razão percebeu que ela havia feito aquilo por medo,uma reação quase racional considerando as energias sobrenaturais que rondavam a cidade.Mas um feitiço em meio a vários humanos?Isso já era muito.O garoto não sabia por quê mas sentia que devia proteger a pequena bruxa. Aquela garota parecia uma boa pessoa,mas isso não explicaria a razão de Sam desejar protegê-la,ele estava confuso,mas não conseguiu conter suas ações.

Quando chegou até a garota o bruxo segurou levemente o braço dela,sabia que ela iria sentir sua áurea de bruxo, e disse:
-Devia tomar mais cuidado com o que faz coelhinha,usar magia assim pode te colocar em encrencas.






Tagged:Cassie Ainsworth e Jazzie M. Evans Post: 02 Notes: blablabla Wearing: link na ass Credits: Shinji @ Ops!

Voltar ao Topo Ir em baixo
ElenaGilbert

avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 14, 2012 10:49 pm





The Vampire


Looks like Katherine Pierce


• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •





Halloween! Costumava adorar essa época do ano, me fantasiar e ver as fantasias mais monstruosas e sangrentas, mas tudo mudou... Mudou no momento em que passei a conhecer o sobrenatural, onde bruxas, vampiros, lobisomens, fantasmas, híbridos realmente vivem no nosso dia-a-dia. Onde são nossos amigos, irmãos, namorados, vizinhos ou até mesmo desconhecidos na rua. É preciso tomar muito cuidado, pensava que nada de ruim acontecia em Mystic Falls, mas me enganei.

Depois de Caroline insistir milhões de vezes para ir a festa de Halloween, acabei cedendo. Queria vê-la, queria ver Bonnie e esquecer Damon e Stefan por um segundo. Ambos estavam me evitando e não sabia o motivo, embora eu saiba que sempre tivesse algo a ver com Klaus e aquela noite, soltei o ar com força ao largar o baby liss em cima da penteadeira. Me olhei no espelho, enquanto checava minha fantasia. Sorri e o reflexo mostrou pequenas presas de vampiro. Credo! Estava idêntica a Katherine.

- Certo Elena, vocês são diferente, lembre-se! - Falei a mim mesma quando pensei em tirar essa fantasia e ficar em casa.

Eu não iria deixar Caroline na mão, e eu precisava saber como ela estava. Passei a mão na pequena marca do pescoço que já nem era mais visível. Klaus fizera mais um híbrido, as lembranças daquele dia jamais sairão da minha mente.
Sorri contra a minha vontade e peguei minha bolsa e meu celular, era hora de ir para a festa e me encontrar com as meninas. Apenas passei um pouco de sangue nos lábios e retoquei a maquiagem de vampiro, eu poderia ser facilmente confundida com a Katherine. Tentei não pensar nisso e saí de casa.

A festa estava movimentada, várias pessoas desconhecidas. Adentrei no local e rondei, procurando por algum rosto conhecido. Peguei meu celular e enviei um SMS para Caroline.

Citação :
"Onde você está? Estou perto da mesa do ponche. Beijos, Elena."

Fiquei receosa, não queria ter vindo e ainda mais pelo fato de parecer com a vampira que originou os Salvatores. Fui para perto de uma mesa e peguei um pouco de ponche, esperava que não tivesse batizado como da última vez. Dei um pequeno gole enquanto aguardava Caroline.


• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •



[i]tags: procurando Caroline, Bonnie ou alguém conhecido ~ clothes ~ music theme ~ obs:


template by gapoccia do TDN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 2:08 am




Peek-A-Boo! You'll be Dead Soon





A festa estava ficando cada vez mais animada, assim como eu. Mas, apesar disso, eu ainda podia sentir a presença do bruxo ao meu redor, podia ouvir aquele zunido irritante dentro da minha cabeça, mas eu continuava decidida a ignorá-lo, enquanto me mantinha distraída com a música e com um rapaz moreno, fantasiado de quê? Inquisidor, lógico. Bem, posso dizer que depois de tê-lo visto - e apesar dele não ser um padre de verdade - eu já tinha encontrado a minha segunda presa da noite. Portanto, minha sobremesa após o jantar já estava mais do que garantida. Eu dançava sensualmente, às vezes trocando olhares com o rapaz, dando um sorrisinho aqui e ali na tentativa de atraí-lo. - Me deixe em paz, Hunter. Não está vendo que estou ocupada? - Rosnei para o bruxo, mas sem parar de dançar.

- Ele está aqui, Camille. Está observando as meninas e logo virá atrás de você. Você precisa encontrar a Jessica agora! - Insistia a maldita voz que ecoava em meus ouvidos.

- Eu não estou te ouvindo... - Cantarolei feito criança, enquanto rodopiava pela pista. De longe avistei Thomas e sua loira misteriosa, ainda escondida sob o chapéu de Freddy Krueger. Continuavam colados um ao outro, ainda escondidinhos em um canto isolado do salão, porém algo naquela cena deu-me a impressão de que tinha alguma coisa errada. - Não é da sua conta, Camille. - Sacudi a cabeça e desviei o olhar. Já tinha muitos problemas para lidar e não precisava de mais um.

- Escute, vampira. Se você não for agora ajudar a Jessica, nosso trato estará desfeito e você ficará por conta própria! - Hunter continuava me azucrinando.

- Eu já estou por conta própria, seu idiota! Que eu saiba o trato que fizemos não me protege de nada, então se quiser desfazê-lo pode ter certeza de que estará me fazendo um favor. Quem sabe assim consigo me livrar de você. - Na tentativa de me livrar daquele espírito irritante, segui dançando pela pista, às vezes mudando de lugar ao mesmo tempo em que voltava a me focar no rapaz vestido de inquisidor. Não senti mais a presença e nem ouvi mais a voz do bruxo, o que já era um grande alívio. - Ótimo! Espero que não volte mais, seu inútil. - Murmurei já abrindo um sorriso sedutor, enquanto dançava para a minha futura vítima.

Boo! – Um calafrio repentino instalou-se rapidamente por todo o meu corpo, destruindo até mesmo o meu sorriso, enquanto eu sentia uma presença terrivelmente forte apoderando-se de mim. – Gostou da surpresa que deixei na igreja? Bem, eu sempre soube do seu fraco por sangue divino e resolvi que era hora das coisas ficarem um pouco mais... interessantes. - Aquele risinho macabro que eu já havia esquecido, a voz inconfundível que petrificava meu sangue e meu corpo inteiro toda a vez que meu criador se aproximava... Não podia ser ele... Não podia! – Моя маленькая лиса, Моя Mylla.

O tempo parou... Tudo em minha volta estava parado. Era como se o tempo tivesse congelado, ou varrido tudo e todos da festa e só restássemos eu e aquela presença funesta atrás de mim. Eu queria me virar e encarar quem quer que fosse que estivesse ali, mas meu corpo não me obedecia, era como se eu estivesse enraizada no chão e sem poder me mover. Eu não conseguia nem ao menos piscar. Meus olhos estavam paralisados, fixados em um abismo negro e imaginário, e eu sentia como se estivesse prestes a ser tragada por ele. Somente uma pessoa conseguiria provocar esse efeito terrível em mim ao ponto de me deixar profundamente abalada. Mas isso seria impossível e eu sabia exatamente o por quê? Ele estava morto... Ele tinha que estar. Mikhail não podia estar ali porque eu o tinha matado. Eu tinha visto ele morrer!

- Irei te caçar até os portões do inferno, e quando a matar, usarei sua cabeça como peso de papel. Ou melhor, a jogarei na fogueira. E dessa vez, não haverá demônio algum para lhe salvar. - A presença e a voz se foram, tão rápidas quanto haviam surgido, mas o terror que havia se instalado dentro de mim ainda me mantinha presa. Eu tentava controlar o tremor do meu corpo, enquanto torcia meus dedos sem parar.

- Por que está fazendo isso comigo? - Indaguei sem força na voz, negando-me a acreditar que Mikhail estivera ali. Minhas palavras saíram trêmulas, mas ainda assim controladas. - Me responda, Hunter!! Por que faz isso comigo?! Eu avisei você para não brincar com isso! - Minha voz tornou-se mais forte e eu gritei sem me preocupar com os olhares que havia atraído. Finalmente consegui sair do lugar, deixando que meus olhos nervosos e meus sentidos confusos rastreassem tudo ao meu redor. O bruxo não respondia, e eu nem ao menos sentia a sua presença. - Hunter! - Gritei mais uma vez, enquanto tropeçava entre as pessoas que dançavam. O desespero me atingiu e eu já podia sentir as lágrimas chegando, mas lutava para contê-las. Sentia que precisava sair daquele lugar, mas eu queria respostas. Eu precisava delas, precisava acreditar que aquilo não tinha nada a ver com o meu criador. - Por favor... Me diga que isso é obra sua, seu demônio... Me diga que não é ele... Não pode ser... não pode ser o Mikhail. Por favor, Hunter... - Eu tinha saído da festa, sem perceber e andava à deriva, arrastando-me pelos corredores da escola, enquanto chamava pelo pai de Jessica.

- Eu tentei te avisar, Camille, mas você não quis me dar ouvidos. E mesmo que eu tivesse contado sobre Mikhail, você não acreditaria em mim. Mas agora é tarde demais e todos irão sofrer por sua culpa. Você atraíu seu criador até aqui, vampira. Você é a verdadeira culpada! - A voz do bruxo havia voltado e eu podia sentir todo o desprezo que ele nutria por mim em cada palavra cuspida.

- Mas eu o matei! Eu vi Mikhail morrer! Passei meses planejando tudo e esperando o momento certo para agir, e quando o dia chegou, eu estava lá assistindo ele morrer. Então não venha me dizer que ele está aqui porque isso é impossível. - Eu insistia, apesar de não estar acreditando muito em minhas próprias palavras.

- Você é uma tola, Camille. É uma vampira egocêntrica, teimosa e egoísta. Seu criador fez um excelente trabalho em você, transformando-a em um ser odiável, monstruoso e que só se importa com si mesma. É muita presunção sua achar que poderia destruir sozinha um vampiro como Mikhail. Vampiros como ele tem séculos de experiência. Como acha que ele sobreviveu tanto tempo antes de conhecer você? Acha mesmo que é a única que tentou matá-lo? Você é um ser desprezível e eu não sentirei remorso algum quando o seu criador vier mesmo atrás de você. A sua morte será uma benção para todos que se aproximarem de você, vampira. - Era a primeira vez que eu via Hunter manifestar-se de corpo inteiro. Seu espírito andava a passos lentos pelo corredor, aproximando-se de onde eu estava, e suas palavras eram atiradas contra mim como se fossem estacas incandescentes, queimando-me por dentro. - O pacto está desfeito, vampira. Jessica não é mais problema seu. Era isso que você queria, não é? Então, considere-se livre. - O espírito do bruxo atravessou meu corpo e desapareceu no ar, deixando-me sozinha. Porém, não seria ele quem daria a última palavra.

- Pensei que se importasse com a sua filha, mas já que pensa que pode deter o Mikhail sozinho, vá em frente. Vamos ver até onde o seu mísero espírito inferior aguenta. Só não esqueça de uma coisa. Não importa o que você faça, se aquele vampiro quiser a sua filha, ele terá. Digo isso por experiência própria e ninguém conhece o meu criador tão bem quanto eu. Mas já que não quer mais a minha ajuda... - Eu sabia que Hunter estava me ouvindo, podia sentir a presença dele. Além disso, eu estava sendo sincera. Ninguém conhecia Mik tão bem quanto eu. Após convivermos juntos por mais de um século, eu havia observado e aprendido muitas coisas sobre ele, e isso incluía alguns pontos fracos.

- Essa será a sua última chance, Camille. Então é melhor que não me decepcione, ou terá outro inimigo para se preocupar. - A voz do bruxo transformou-se em uma dor insuportável dentro de minha cabeça. Era como se meu cérebro fosse bombardeado diversas vezes, e em cada uma dessas vezes a intensidade da dor ficava ainda maior ao ponto de eu desmaiar. Não sei quanto tempo fiquei inconsciente, mas quando acordei, eu estava sentava no chão do corredor da escola, enquanto duas garotas me perguntavam se eu estava me sentindo melhor.

- Jessica... Eu preciso encontrá-la... - Eu disse ao levantar do chão, ignorando as garotas e a súbita tontura. Assim como Hunter havia desaparecido no corredor, eu reapareci na festa. Ainda me negava a acreditar que Mikhail estivesse vivo e naquele mesmo lugar onde eu me encontrava, mas algo dentro de mim gritava em desespero, confirmando todos os meus temores. Porém, naquele momento, a minha prioridade era encontrar uma certa bruxa ruiva. O resto, eu enfrentaria depois.














Tags: Mikhail, Thomas, Jessica, Hanna Costume: Here Car Soundtrack: Radiohead - Street Spirit (Fade Out) Remix

Thanks THE FOX! DO OOPS! e Flying Away from TDN pelo template!



Voltar ao Topo Ir em baixo
Bonnie Bennett

avatar

Mensagens : 66
Data de inscrição : 07/04/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 10:52 am






I wanna


Eu estava cansada de todos esses bailes que sempre tinham em Mystic Falls, era praticamente um por semana e a cada dia que passava eu me sentia menos confortável em relação a eles. Eu costumava adorar essas festas, costumava, antes de tudo virar de cabeça para baixo, quando eramos só Elena, Caroline e eu falando dos meninos, mas nada é do jeito que queremos.

Caroline havia ido passar uns dias na casa do pai, Elena também havia desaparecido e eu havia feito outra de minhas viagens, que estavam se mostrando tão inexplicavelmente complicada quanto permanecer por que com todos os problemas. Eu havia dito a Carolina que não iria ao baile de Halloween, eu ainda não havia superado a afronta de Klaus, e o pior eu não estava nem perto de descobrir de como o matar, sim todos sabem das estacas, mas do que adianta se não conseguimos usá-las? Ainda tinha outra fato que me preocupava, Katherine, a vadia não havia dado as caras no Baile dos Loockwood e estava se mostrando tão ausente quanto eu ou as meninas.

Por fim Caroline me convenceu de ir, e quem consegue negar algo a ela? Com aquele jeito fofo dela. Então comecei a procurar fantasias ate que tive a ideia, eu usaria aquilo que eu era. Uma bruxa. Mas iria de modo diferente eu seira uma bruxa má. Em menos de dois dias estava tudo perfeitamente arrumado.

Estacionei o carro olhei para o retrovisor e sorri, eu estava linda. Sai do carro e cruzei todo o caminho do estacionamento, percorri os corredores e finalmente cheguei ao ginásio, Caroline havia como sempre se superado. Comecei a procurar por ela ou por Elena, ate que a vi. Todo o meu corpo se arrepiou e uma onde de raiva me percorreu, me aproximei para encara-la de frente. - Muito bem Ka... - Foi quando percebi, não era Katherine e sim Elena. - Elena, você está exatamente igual a Katherine. - Digo a minha amiga. - Como você está? - Pergunto, mas a pergunta era na verdade era: Você se recuperou do que Klaus fez? Respiro fundo e sorrio para ela.



be just normal again.



TAGS: Elena, Caroline, Katherine, Klaus Original. | NOTAS | Clothes: Halloween Costumes







template feito por nutz do AGLOMERADO







Voltar ao Topo Ir em baixo
William M. Jonnes

avatar

Mensagens : 162
Data de inscrição : 12/08/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 7:15 pm






THIS IS HALLOWEEN!

Hello dear, the angel from my nightmare. The shadow in the background of the morgue, the unsuspecting victim of darkness in the valley. We can live like Jack and Sally if we want. Where you can always find me and we'll have halloween on Christmas and in the night we'll wish this never ends. We'll wish this never ends.


Apesar do que Eva dizia, não senti medo ou a mínima vontade de me mover dali. Não devia e nem queria me afastar novamente dela, e caso fizesse, seria para deixá-la melhor do que na minha companhia. O que parecia ser impossível, pelo menos naquele momento. – Eu devia estar aonde? De volta pra Malibu, te deixando aqui? Mesmo que eu quisesse, jamais conseguiria... – Confessei, olhando a bruxa nos olhos, meio perdido e envergonhado por estar expondo meus sentimentos daquela maneira, mas por mais que tentasse me frear, era a mais pura verdade que saía de minha boca, e tinha mais, muito mais, só não sabia se era a hora certa de dizer. Eva agarrou minhas mãos, sussurrando algo que não consegui ouvir, puxando-me por entre as pessoas na pista de dança. Não tentei pará-la, pelo contrário, passei a sua frente, ainda segurando sua mão direita, afastando quem estivesse no caminho, seguindo em direção a uma das portas fechadas do salão. Empurrei a porta dupla o suficiente para o corpo de Eva passasse, logo em seguida o meu. O barulho e a música ficaram para trás, estávamos num corredor vazio, cheio de armários e cartazes em comemoração ao Dia das Bruxas. Entrelacei meus dedos aos dedos delicados de Eva e avancei em passos silenciosos e cautelosos, observando a luz da lua iluminar o corredor pelo vidro das janelas. Era espetacular em como Eva ficava ainda mais linda com o brilho do luar nos olhos, me peguei olhando-a como um idiota apaixonado, meio retardado com o que sentia perto dela e imediatamente tratei de olhar para frente, continuando a andar. – Nossas fantasias estão combinando... – Ri baixo, parando de andar, girando o corpo de frente pra a bruxa. – Permita-me dizer, senhorita, nunca vi tamanha beleza em toda minha vida! – Exclamei numa tentativa falha de falar algo bonito e com rimas. Balancei a cabeça, soltando a mão da boneca, andando ao redor de seu corpo. – Nenhuma noite, por mais bela que seja, pode ser comparada ao brilho do seu olhar, me deixa bobo, e apesar de ser um rei, não sei o que falar. – Pisquei para Eva, enquanto a olhava de rabo de olho, soltando uma risada baixa e rouca.

Estava novamente de frente para Sally, bem mais baixa que o Rei da Abóbora. Tinha que erguer um pouco o rosto para conseguir me encarar. A bateria ritmada dentro do peito estava tirando minha concentração, aliás, Eva tirava minha concentração. Ficava perguntando-me se era coisa de bruxa, ou se eu realmente ficava daquela forma porque... Meus olhos foram para o chão, fitando dois pequenos anéis de refrigerante em lata. Abaixei-me, agarrando os dois pedaços de alumínio, sorrindo de lado ergui-me e puxei a mão da boneca para perto. – Eu prometo costurar cada parte sua que se solte, e te darei um par de mãos novas no Natal, apesar de que... Eu gosto dessas. – Fitei as mãos delicadas da bruxa, rindo baixo. – E enquanto eu usar isso – Arranquei uma fita de couro solta de minha fantasia, improvisando um colar com o anel de refrigerante, pendurando-o em meu pescoço. – Encare como um símbolo de tudo o que eu já disse ser verdade, nunca vou te deixar.– Falei, fazendo o mesmo com o outro pedaço da fita, usando um botão de minha camisa e outro anel de alumínio como pingentes. – Isso vale o mesmo para você, Srta. Sally. – Passei a mais nova joia de halloween pela cabeça da bruxa com cuidado, pendurando a fita de couro ao redor de seu pescoço. Observei por algum tempo o colar, tocando com a ponta dos dedos o botão e o anel de refrigerante juntos naquela fita de couro, sorrindo meio imerso em meus próprios pensamentos. Se já estava me sentindo bobo pelas rimas, senti-me duas vezes mais por ter feito os colares naquele corredor mal iluminado com uma batida eletrônica ao fundo – por sorte era bem ao fundo mesmo. Segurei a mão de Eva e a comecei a andar em passos rápidos, transformando-os em uma leve corrida pelos corredores vazios do colégio, rindo baixo por estar me sentindo bem, mesmo sabendo que tudo poderia acabar em questão de segundos.

Olhava para Eva enquanto corríamos, não sabia dizer o que era melhor, sentir sua mão quente apertando a minha, ou seu sorriso lindo enfeitando seu rosto angelical. Algo nela fazia todo o meu ser arder, e diferente do que sentia quando estava com Jane, queria mais e mais estar perto de Eva, não pelo sentimento de posse e ciúmes, mas pelo simples prazer de gostar dos defeitos da boneca, da forma inesperada como agia, da sua força e coragem. Parei de correr, deslizando alguns bons centímetros pelo assoalho liso do corredor, olhando fixamente para um armário entreaberto. Errado mexer em coisas alheias? Mais errado ainda não aproveitar a noite ao lado de Sally. Aproximei-me, ainda segurando a mão da bruxa e abri um pouco mais a porta metálica, agarrando um dos pinceis negros usados para escrever em lousa. – Legal! – Estampei um sorriso torto nos lábios, soltando a mão de Eva enquanto aproximava-me da única parede que não possuía cartazes daquela parte do corredor. Arranquei a tampa do pincel com a boca e escrevi em letras grandes e firmes “A vida, acredite, não é um sonho tão negro quanto os sábios dizem ser. Frequentemente uma manhã cinzenta prenuncia uma tarde agradável.” Soltei a tampa e o pincel, analisando minha pequena obra prima ainda sorrindo, desejando que Eva entendesse o sentido da frase. Virei-me para ela, puxando-a com cuidado para meus braços, acariciando suas costas com uma das mãos, usando a outra para manter sua cintura colada em meu corpo. Aproximei nossos lábios, beijando-a sem pressa, aproveitando do gosto doce de sua boca e do cheiro de seus cabelos, que mesmos sob a peruca ruiva, insistiam em impregnar-se em mim.





Tagged: Eva Wearing: Link Music: Blink 182 - I Miss You
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 9:32 pm






I'm a homicidal maniac



Eu parecia uma doida dançando na pista de dança. Fazia passos estranhos, remexendo o quadril, às vezes o corpo todo, dando algumas voltinhas animadas, enquanto erguia os braços em movimentos delicados. Nunca fui uma exímia dançarina, mas sempre adorei dançar, além disso, ninguém naquele lugar parecia estar se importando com o que eu estava fazendo, já que todos tentavam se divertir do jeito que bem entendiam. Girei o corpo, fazendo novos passos, dando mais alguns goles em minha tequila, enquanto observava as pessoas ao meu redor. Todos pareciam estar se divertindo, e claro a maioria estava acompanhada. - A solidão ama você. Você não tem ninguém! - Minha própria voz ecoou em meus ouvidos, fazendo-me balançar a cabeça, como se quisesse espantar um pensamento ruim.

De repente, senti uma sensação estranha. Era um tipo de ansiedade, uma inquietação que eu não sabia explicar, mas que de alguma forma parecia atrair a minha atenção para a entrada do ginásio. Eu já tinha sentido aquilo antes, porém não conseguia me recordar da ocasião. Mesmo assim, procurei ignorar e fechei meus olhos, tentando me concentrar apenas na música ao mesmo tempo em que continuava dançando. Foi em vão. A sensação parecia estar ficando cada vez mais forte, e não era algo ruim, quer dizer, também não era bom, na verdade, era uma coisa difícil de descrever. Então, me obriguei a virar quase todo o copo com a tequila de uma só vez para tentar relaxar e esquecer aquilo. Minha garganta pegou fogo, mas não me importei. Soltei uma risada baixa e voltei a fechar os olhos, virando de costas para a entrada do dito ginásio. Eu juro que podia sentir alguém chegando, mas eu só queria ignorar.


- Trick-or-treat, Skye? - A voz familiar em meu ouvido, assim como a presença, refletiram de forma rápida e poderosa por todo o meu corpo, pegando-me de surpresa. Mal tive tempo de reconhecer a criatura, trocando um ligeiro olhar com Damon, e já fui capturada em um giro que me fez rir e soltar um gritinho animado.

- Humm... Os dois. - Eu disse enquanto ainda dançava, deixando que meu corpo fosse de encontro ao vampiro com uma certa desenvoltura. - Eu sempre achei que gostosuras são uma combinação perfeita com travessuras, mas admito que hoje estou mais inclinada a ser travessa. - Brinquei dando uma piscadinha para Damon. Meu sorriso era puramente sacana. - E você, Damon? Prefere o quê? Aliás, você não me parece um fã de Halloween, o que me faz pensar no por quê? de você estar aqui. Não que isso seja da minha conta. - Terminei de esvaziar o copo e o lancei no ar, mentalizando um feitiço que o fez virar uma pequena chuva de confetes, caindo sobre nós dois.


Taggs: Festa de Halloween - Caleb e Damon. Soundtrack: N.E.R.D - Don't Worry About It template por: _ANA @ TDN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eva Bulkövsky

avatar

Mensagens : 895
Data de inscrição : 06/06/2012
Idade : 24
Localização : Glasgow

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 10:20 pm



Hide the scars to fade away the shake up!

Well I don't think you trust in my self righteous suicide. I cry when angels deserve to die!


Talvez devesse começar a ouvir Hunter e procurar por Jessica, mas no meio de todas aquelas energias, nada mais parecia fazer sentido exceto o toque da mão de Will na sua. Teria rodado em círculos se o humano não tivesse tomado a liderança, guiando-a no meio de toda a multidão asfixiante até que estivessem sozinhos, em um dos vários corredores da escola. Olhou em volta, encantada com a decoração do Dia das Bruxas, os cartazes e os armários, o chão de linóleo escorregadio... Era um mundo estranho para Eva. Seguindo a tradição, todas as garotas do orfanato foram educadas lá, entre quatro paredes, pelas freiras. Aprendiam a matemática, o latim, o inglês, o francês, até mesmo as artes e a literatura clássica lhes era ensinado, mas jamais se divertiam. Diversão não se misturava com aprendizado, era o freqüente lema de suas professoras, e certa vez Eva recebera três firmes chibatadas da vara de carvalho nas coxas por ter rimado panelas com tigelas em uma parodia Shakespeariana. Nunca fora a aluna preferida de ninguém, as irmãs de caridade gostavam de dizer que tinha notas impecáveis, mas um comportamento animalesco. Não se prende algo selvagem, Eva resmungava cabisbaixa, forçando-se a não derramar lagrima alguma depois de receber as surras diárias. Era diferente ali, o corredor poderia ser tão frio quanto o orfanato cinza escuro onde crescera, mas não com Will ao seu lado.

Caminharam em silencio por algum tempo, o toque de suas mãos parecia estabelecer uma corrente elétrica que trespassava Eva, fazendo seu coração acelerar como uma estúpida bomba relógio. Não conseguia conter-se e tão pouco entendia aquelas reações estranhas que Will provocava, devia estar ficando doente. Sentia-se nauseada e feliz, refreando-se ao perceber a sombra de um sorriso que ameaçava moldar-lhe o rosto, borboletas pareciam florescer de casulos em seu estomago, confundindo todas as sensações. Era horrível e maravilhoso. Observou suas sombras por um instante, perdida em pensamentos, a lua flutuava minguante no céu, por trás das janelas e não haveria cenário melhor para o Rei da Abóbora e sua Sally. Sua Sally... Não. Ela nunca pertencera a ninguém, deveria saber disso. E ninguém nunca lhe pertencera, tudo lhe foi tomado por Mikhail... Mikhail. Will lhe fizera esquecer momentaneamente o terrível vampiro, cuja presença continuava ali, atormentando suas memórias. Parecia irracional teme-lo agora, parecia fantasia, sozinhos naquele corredor o mundo parecia ser povoado apenas por eles e pela lua. Will cortara o silencio, murmurando algo sobre as fantasias que combinavam e fazendo uma espécie de sorriso brotar no canto dos lábios de Eva, girando ao seu redor e recitando palavras que rimavam. A bruxa riu, encarando Jack Skellington e a luz refletida em seus olhos, parada ali percebia pela primeira vez as covinhas no rosto do humano, intensificadas pelo sorriso torto que insistia em aquecer seu coração.

Era a forma que Will olhava para Eva que mais a assustava, fazendo seu coração perder o ritmo de uma forma não completamente desagradável. Pensou em se aproximar, agora que encarava seus lábios, os seus formigavam por ele, pelo toque inevitável, quando notou que o humano se abaixava, apanhando algo no chão. Dois anéis de refrigerantes de lata. A bruxa vincou o cenho, curiosa ao ser puxada para perto pelo humano. – Eu prometo costurar cada parte sua que se solte, e te darei um par de mãos novas no Natal, apesar de que... Eu gosto dessas. – Ele disse, fazendo seu coração parar enquanto construía um colar improvisado com os anéis. - E enquanto eu usar isso, Encare como um símbolo de tudo o que eu já disse ser verdade, nunca vou te deixar. – sussurrou, enlaçando o pescoço com o colar, fazendo o mesmo com uma segunda fita de couro, dessa vez para ela. - Isso vale o mesmo para você, Srta. Sally. – disse por fim. Eva tocou o presente, deixando os olhos caírem por cima do botão e do anel que compunham seu mais novo colar. – Will... – murmurou com a voz rouca. O que está fazendo? Ralhou consigo mesma. Não há lugar para você na vida dele! E por mais que desejasse acreditar nas palavras de Will, sabia que jamais poderiam se realizar. Eva estava quebrada e nem mil beijos do humano seriam o suficiente para remenda-la. Mesmo assim, era difícil ignorar quando ele apertava sua mão mais uma vez, puxando-a pelos corredores, iniciando uma corrida desajeitada. Ouvia um som estranho e suave, agradável aos ouvidos, era seu próprio riso. Riso! Corria com Will sem saber onde a estava levando, talvez nem ele mesmo soubesse, mas fosse como fosse, um largo sorriso surgiu em seus lábios, iluminando seu rosto como jamais vira, pelo menos não nos últimos dez anos.

Pararam um tempo depois, quase escorregara e fora de encontro ao chão, mas o humano a mantinha firme, ainda segurando sua mão. Largou-a por um instante, para se aproximar de uma parede e rabiscar em uma caligrafia reta os dizeres “A vida, acredite, não é um sonho tão negro quanto os sábios dizem ser. Frequentemente uma manhã cinzenta prenuncia uma tarde agradável.” . Significara mais para ela do que podia descrever, leu em voz alta uma vez, para ter certeza de que não seria só mais um sonho. - A vida, acredite, não é um sonho tão negro quanto os sábios dizem ser. Frequentemente uma manhã cinzenta prenuncia uma tarde agradável.- e o sorriso que veio depois foi de encontro aos lábios de Will quando ele a puxou, selando mais um beijo. Eva derreteu em seus braços, aceitando a caricia sem ter forças para resistir. A voz de Hunter não passava de uma memória, assim como toda a dor que já sentira na vida. Beijou-o de volta, entrelaçando os dedos em seu cabelo, deixando que seu perfume grudasse em sua pele, como da ultima vez que estiveram juntos. - Bonecas não deveriam ter sentimentos... - sussurrou, entre beijos, mas a voz já não tinha aquele velho tom amargo que tanto conhecia. Afastou-se o suficiente para olha-lo nos olhos, gostava de seu sorriso, mais do que deveria. Mais do que seria saudável, para uma pequena marionete sem coração como ela. Eva virou-se, encarando as palavras novamente - Sabe, de onde vim você seria espancado por escrever nas paredes... - a garota riu, imaginando o rosto da Madre Superior, vermelha de raiva. Soltou-se dos braços de Will, espiando as portas abertas das salas de aula. - Pequenas órfãs deveriam se comportar. - sussurrou, dando de ombros. Estavam erradas, as irmãs de caridade, todas elas. Eva não era nenhuma órfã, perdera o pai, mas o teria de volta. A bruxa fora engolida por pensamentos, esquecendo-se momentaneamente da presença do humano, e de repente parecia ser envolvida pelo frio novamente, quando as memorias de dias sombrios arrastavam-se no escuro, fazendo-a se lembrar das surras. Uma lagrima atrevida descia por sua bochecha. Limpou-a de queixo erguido, virando o rosto para que Will não visse sua fraqueza, desejando secretamente ser envolvida outra vez por seus braços protetores. Uma ótima atriz, dissera Hanna, quando se conheceram, mas Eva não tinha certeza se conseguiria continuar a interpretar aquele papel tão insensivel que assumira durante anos de sua vida, não com Will tão perto, daquela forma.


tagged: William. Jessica. Mikhail. Jessica. Frederik. soundtrack: Blink 182 - I miss you vestindo: Ta na ass



Última edição por Eva Bulkövsky em Ter Out 16, 2012 5:51 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jane Leen Craigdalle

avatar

Mensagens : 89
Data de inscrição : 08/09/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 15, 2012 10:41 pm


Trick or treat, baby?

Are you afraid of me? Not? I think good having. Much.


Há algum tempo fitava o teto branco do quarto, estirada na cama como uma boneca de pano, cantarolando uma música qualquer, balançando o pé levemente, conforme as batidas do indie rock dentro de minha cabeça transformavam-se em algo mais concreto. Infelizmente, as lembranças que tomaram conta de minha cabeça não eram tão agradáveis como The Strokes, as imagens de Sebastian, por mais antigas e apagadas que fossem, sempre encontravam seu jeito de me atormentar. Mesmo morto, meu maldito pai voltava em forma de fantasma, sussurrando as mesmas atrocidades da noite em que foi morto. Fechei os olhos com força e virei o corpo na cama, abrindo os olhos para fitar o corpo sem vida de Marjory estendido ao meu lado. Sua cabeleira ruiva escorria sobre o travesseiro como uma cascata de fogo e sua pele ainda estava quente. – Não fui muito delicada com você, não é mesmo? – Sussurrei, deslizando a ponta do dedo indicador sobre a barriga rasgada da humana, subindo para os seios nus tingidos de carmim. – Você é muito bonita, Marjory Baxter, pena que sua morte foi em vão. Precisava de uma jovem virgem e você... Você é mais usada que banheiro público. – Meu tom de voz tornou-se humorado, porém não era um humor qualquer, um humor negro, ácido e sádico, capaz de engolir as entranhas de qualquer ser que se opusesse a mim. O corpo feminino ao meu lado não possuía mais nenhuma gota de sangue, todo o líquido fora retirado quando enterrei a faca no coração palpitante da ruiva para meu primeiro sacrifício com humanos. Lilith não estava feliz comigo, não soube escolher bem o tributo e como punição, estava fraca, mal conseguia me mexer sobre a cama, filetes de sangue escorriam de minhas narinas e meus ouvidos, deixando-me tonta e com a visão turva. Rolei da cama para o chão e com muita dificuldade consegui colocar-me de pé, arrastando o corpo para a cozinha, encostando-me a pia, onde os olhos que arranquei de Marjory estavam. Lindos olhos verdes. Ri sadicamente, jogando o par de olhos dentro da pequena panela com água fervendo, acrescentando algumas ervas para tempero e logo em seguida, o coração fatiado, os rins e o fígado. Encaixei a tampa na panela e caminhei lentamente para o banheiro, retirando minhas roupas sujas de sangue, jogando-as dentro do cesto junto com outras mais também tingidas de vermelho. Liguei o chuveiro da água morna e entrei, fechando os olhos, deixando que o corpo dolorido relaxasse com a temperatura. – Regina mea, Lilith, spune ce vrei de la mine? – Sussurrei, encostando a testa no azulejo frio da parede do banheiro, apoiando as duas mãos ao lado, manchando o branco do azulejo de vermelho. Estava fraca precisava do poder de Lilith novamente, queria banhar-me na fúria e luxúria de minha rainha, degustar do prazer e alimentar-me de sangue puro, e não havia lugar melhor para se encontrar sangue virgem do que uma escola. – Halloween... – A palavra fora sussurrada por meus lábios, mas era Lilith quem falara.

Após o banho, alimentei-me da deliciosa sopa de Marjory, apreciando mais lentamente os olhos e coração, e após a refeição, meu corpo voltou a vibrar poder. Não como antes, mas já me sentia forte o suficiente para matar com maestria um rapaz robusto. Ou uma garota forte, não importava o sexo, precisava de um coração saudável e puro para um sacrifício. Abri o pequeno closed e apanhei um vestido preto, um par de sapatos de salto e minha capa vermelha, usada em cerimônias onde Lilith possuía meu corpo para que a troca de poderes fosse ainda maior. O vestido era longo demais para um fantasia sexy, medi dois palmos e o cortei, vestindo-o logo em seguida para arrasar e matar na festa que estava acontecendo no colégio da cidade. Calcei os sapatos enquanto observava meu reflexo no espelho. Cobri os lábios de vermelho e contornei os olhos de preto, destacando minhas íris azuis. Joguei a capa nas costas e a amarrei abaixo do queixo, ajeitando os cabelos antes de puxar o capuz sobre a cabeça, transformando-me na mais maligna chapeuzinho vermelho de todos os tempos. – O lobo mau que me aguarde. – Sorri perversamente, passando as mãos em minhas curvas, lançando um beijo em direção à jovem assassina que o espelho refletia. – Uh La La, Jane, como você é gostosa! Puta merda! – Falei animada, apanhando a cesta trançada de piquenique onde havia guardado meu par de sais, a faca chinesa usada em sacrifícios, verbena seca e a caixinha de música onde eu sempre guardava os corações do meus tributos. Já na rua, caminhava sensualmente, passos calmos e firmes que iam a somente uma única direção, a morte. O vento lançava minha capa para trás, deixando minhas pernas expostas, porém, meu rosto mantinha-se coberto pela sombra do capuz. Estava, mais do que nunca, decidida a matar mais do que o necessário, satisfazer a vontade de Lilith e aumentar meus poderes. Entrei no colégio com calma, analisando jovem por jovem a procura de minhas vitimas puras, uma garota trajada de Charles Chaplin chamou-me a atenção pela vitalidade e beleza, talvez viesse a ser útil. Porém, não me prendi a garota, adentrei o ginásio arrancando suspiros e assobios e ambos os sexos, sorrindo maliciosamente com os comentários sobre minha fantasia. Finalmente retirei o capuz, deixando meu rosto à mostra, moldado pelos cabelos enegrecidos e aproximei-me da mesa de bebidas. Muitas opções. Apanhei um copo servido de whisky e entornei-o de uma só vez, olhando de soslaio para os lados, notando a aproximação de vários garotos, atiçados pela sensualidade que Lilith dava-me de sobra.


TAG: sozinha, por enquanto MÚSICA: Fever Ray - The Wolf VESTINDO: isso
thread by it's ping pong, Ananda @
terra de ninguém 2.0<3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Klaus Mikaelson
Original
Original
avatar

Mensagens : 271
Data de inscrição : 14/04/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 1:44 am


Klaus Mikaelson -


Original - Hybrid


Mais uma vez, Caroline estava se fazendo de difícil, mas essa é uma das coisas que sempre admirei nela. Além do mais, que graça teria se ela acabasse cedendo de cara a todas as minhas investidas? Assim que me aproximei, ela me encarou com seu jeito sério, empinando-se toda, o que me fez ter vontade de rir. Aliás, ouví-la me chamar de alienígena não foi uma surpresa. Isso já era típico da loira, já que ela sempre gostou de me provocar. Porém, não queria dizer que eu fosse deixar por menos, então retruquei de leve. - Caso não saiba, love, alienígenas são formas de vida superiores e muito inteligentes, e eu não me importaria em abduzir você até a pista de dança. Na verdade, seria um prazer, já que eu sei que você é uma exímia dançarina. - Ao mesmo tempo em que falava com Caroline, percebi que Damon havia chegado na festa, mas ele foi direto para a pista de dança e abordou uma jovem que não tinha nada a ver com Elena. Falando nisso, fiquei pensando onde estaria Stefan, já ele andava sumido.

Minha atenção voltou para Caroline no mesmo instante em que ela exibia a sua fantasia. - Respondendo a sua pergunta, minha querida, eu refaço o convite. Ficaria honrado se dançasse comigo. Afinal, nada mais justo do que a bela anfitriã da festa ser admirada por todos. - Caroline estava me evitando, o que já era de se esperar. Ela olhava em volta, como se procurasse por alguém, ou por um motivo qualquer que pudesse tirá-la de perto de mim, mas ela sempre soube que eu não sou do tipo que desiste fácil. De repente, avistei Elena do outro lado da mesa de bebidas. Ou seria Katerina? Não! Ela não seria tão atrevida ao ponto de aparecer em uma festa na qual eu poderia estar presente. Katherine se valorizava muito, então, dificilmente correria tal risco. Se bem que ela já teve vários momentos de estupidez. Não. Aquela, definitivamente era Elena, só que vestida de Katherine. Eu iria adorar ver as caras de Damon e Stefan quando pusessem os olhos na doppelganger. Seria uma situação hilária. Ela parecia estar mexendo no celular e estava de costas para mim e Caroline, por isso não nos viu.

A voz da minha querida Rainha má, despertou novamente a minha atenção, enquanto eu me divertia com o jeito mandão de Caroline. Ela falava comigo como se estivesse exigindo uma explicação do "por quê?" de eu estar na festa. Ela ainda não havia se dado conta da presença de suas amigas, e digo "amigas" pelo fato de Bonnie também já estar presente no local, enquanto eu podia vê-la conversando com a doppelganger. O que só confirmava que aquela garota era mesmo Elena e não Katherine. - Eu? Arruinar o seu evento? Eu jamais faria isso, love. - Me fiz de vítima, colocando uma das mãos em meu peito, enquanto encarava Caroline. - Mas se por acaso eu mudar de ideia, não se preocupe porque você será a primeira a saber. Ah! E será difícil arrancar meu coração e pisar nele, já que segundo você e seus amigos, eu não tenho coração. - Eu disse sem nenhuma cerimônia, afinal se Caroline costumava ser honesta comigo, não haveria motivo para eu não ser sincero com ela. - E então? Vamos dançar?





Tags: Halloween - Elijah, Caroline, Bonnie, Elena, irmãos Salvatore, Katherine (Ou Katerina, enfim... chame-a do que quiser, não dou a mínima.)




thanks : Lies Rizzon@ Mystical Falls

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ashley Langdon

avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 03/05/2012
Idade : 27
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 12:55 pm




This is Halloween

In this town,we call home,everyone hail to the pumpking song



Assim que eu perguntei a Elijah se ele era novo na cidade ou se ele já morava aqui faz um bom tempo,ele me respondeu,de novo com a sua bonita voz,sempre olhando pra mim:
-Podemos dizer que sou bem veterano nessa cidade, apenas fiquei fora por um longo tempo, as vezes enjoa ficar no mesmo lugar sem ter o que fazer...-rindo de leve,concordei com ele,com um aceno de cabeça.E ele tem razão,ficar sempre no mesmo lugar sem conhecer pessoas diferentes fica chato e monótono mesmo.Depois que as apresentações foram feitas e conversamos um pouco,contando coisas um sobre o outro,fomos circular um pouco pela festa.A Carol estava conversando com um homem que estava na festa,fantasiado de Loki(uma fantasia muito Original,aliás),um outro rapaz moreno chegava na festa e agora avistava Elena chegando,mas com uma fantasia diferente.O que raios ela fez nos cabelos?E decidiu virar vampira também,foi?Ao final,eu e Elijah chegamos na mesa de bebidas,ele me ofereceu uma bebida,que eu aceitei com educação e enquanto brindávamos o nosso encontro,dizendo a ele que eu estava gostando sim,de sua companhia,eu perguntei a Elijah,curiosamente:
-Quem é o sujeito fantasiado de Loki?Gosto muito do filme do personagem dele,Os Vingadores.-assenti,rindo,enquanto os casais se formavam,para irem dançar.



Post: #001.

Place: Robert E.Lee High School(Festa de Halloween)

Taggs: Elijah,Caroline,Klaus,Elena,Damon

Notes: Inspirado na música This is Halloween, de The Nightmare Before Christmas.

Template por +Lia at Ops
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jazzie M. Evans
Lobisomem
Lobisomem
avatar

Mensagens : 271
Data de inscrição : 27/01/2012
Idade : 28
Localização : Secret...

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 2:44 pm

decipher me...


Eu dançava animadamente, na pista de dança, mas as tentativas, de Cassie, de me imitar, pareciam fracassadas. A musica estava extremamente alta e a batida parecia golpear notas contra os meus tímpanos, mas eu não ligava. De algum jeito a música conseguia atravessar o meu ser e chegar à minha mente. Não lembro da última vez que eu ignorei tudo que estava acontecendo na minha vida, para relaxar. De repente abri meus olhos e percebi que a garota estava meio estranha. Ela disse que estava sentindo algo estranho. Poucos minutos depois ela agarrou as minhas mãos e conjurou um feitiço. Agora tinha certeza que era uma bruxa. Mas o que ela estava fazendo? Disse que não queria que eu me machucasse, mas eu deveria confiar nela? Quando ela disse que tudo ia ficar bem a única coisa que eu conseguia pensar é se tudo iria ficar realmente bem. Nunca fui do tipo de confiar nos outros e não tenho certeza se deveria começar agora.
- Ai minha rainha... - Murmurei para mim mesma. E fiquei ainda mais confusa quando um rapaz mascarado se aproximou e puxou Cassie. Mas o que estava acontecendo aqui?!

Feat Cassie & Samuel • vestindo: Na Ass • Local: Festa de Halloween • template por: _ANA @ TDN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cassie Ainsworth

avatar

Mensagens : 79
Data de inscrição : 10/10/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 5:35 pm


In search of my wonderland...

Go ask Alice when she's ten feet tall!

Place: Halloween Tagged: Jazzie e Samuel Music: Billy Idol - Dancing With Myself WEARING: ta na ass

Cassie percebeu que sem querer, instalou um pouco de medo em Jazzie por ter falado daquela forma. Ter conjurado o feitiço tão rapidamente e no meio de tanta gente, além de imprudente, a deixou tonta, devido às batidas frenéticas da música que vibrava dentro de seu peito. Piscou algumas vezes, olhando em volta, buscando pela energia ruim que a rondava como uma serpente, pronta para dar o bote. Então, a bruxa se viu perdida e sozinha, entre tantos corpos dançantes, nem a presença forte de Jazzie conseguiu mantê-la longe das alucinações. Olhou para seus próprios pés de coelho e sentiu algo úmido e escorregadio deslizar por suas canelas, que mesmo cobertas, não foram salvas da sensação agonizante de sentir aquele tipo de textura. Fechou os olhos com força e girou o corpo, tentando ignorar o que sentia, e até teria conseguido se não fosse o puxão repentino em seu braço. Seus olhos foram de encontro com os olhos por trás da máscara, mas o que realmente chamou-lhe a atenção fora as vibrações que sentira naquele toque repentino. O rapaz era um bruxo, disso Cassie não tinha dúvida alguma.

O frio na barriga somado com a instantânea vontade de correr dali, fez a bruxa soltar um suspiro pesado, girando o braço lentamente, mantendo contato visual com o homem mascarado enquanto ouvia, um pouco nervosa, as palavras que pronunciava. – Devia tomar mais cuidado com o que faz coelhinha, usar magia assim pode te colocar em encrencas. – Uniu brevemente as sobrancelhas, temendo que aquele fosse um bom momento para lhe empurrar e se esconder entre as pessoas que dançavam. Procurou por Jazzie e encontrou-a há alguns passos de distancia, observando a cena tão assustada quanto o próprio coelho. – Me meter em encrencas? – Disse um pouco amarga demais, especulando que a energia ruim que rondava o lugar fosse do mascarado. – Desculpe, por acaso o conheço? – Aproximou-se, esquecendo qualquer tipo de perigo que estava correndo, ignorando o medo súbito que lhe subiu pela garganta, quase a fazendo vomitar toda a vodka com maracujá. O corpo de Cassie vibrou enquanto encarava a máscara do bruxo, tentando diluir a preocupação e a raiva, aquele não era um bom momento para crises de bipolaridade. Encolheu os ombros, quase podendo ver pelo espelho negro dos olhos do rapaz, a energia ruim não vinha dele, a áurea do bruxo era tão boa quanto a de Jazzie, um pouco mais pesada e triste, mas ainda sim, não era um bruxo das trevas.

Precisou de alguns segundos para recuperar a fala, cogitou até um pedido de desculpas, já que o tratou de forma ríspida, mas sentiu-se cercada demais para se redimir. – Consegue sentir também? – Avançou dois passos, pousando as mãos nos ombros largos do rapaz, imitando uma dança à dois bem estranha e desajeitada. Torceu para que não esmagasse os dedos do mascarado, já que nunca fora uma exímia dançarina. Lembrava-se das danças que aprendera com seus doze anos, algo parecido com tango, ou valsa, mas não arriscaria passos elaborados naquela festa, poderia simplesmente derrubar boa parte dos convidados, Cassie era um tanto desajeitada com coisas daquele tipo. – Essa energia pesada... Estou sentindo que algo muito ruim vai acontecer. – Sussurrou perto do ouvido do bruxo, esperando que ele conseguisse sentir todo o clima pesado da festa que ainda estava no começo. Sentiu uma vontade súbita de arrancar-lhe a máscara, mas conteve os dedos agitados, apertando levemente o tecido da fantasia do bruxo. – Por isso fiz o feitiço de proteção, não quero que Jazzie se machuque simplesmente por estar acompanhada de uma bruxa. – Havia uma pitada de desgosto em sua voz doce e baixa, era em momentos como aquele que sentia ser uma aberração, arrastava confusão consigo, para onde quer que fosse, exatamente como na ponte de Burnsville, há exatamente onze anos.

Happy Halloween

t a n k s b e e c k y ♥ oops, and M i s s Jackie ♥ tvd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Heatherton

avatar

Mensagens : 122
Data de inscrição : 14/08/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 8:11 pm

Why so serious?




Thomas notou o quanto Hanna tremia, e acabou rindo por isso. Porém, não era um riso tão satisfeito assim. Desejava provocar outras sensações além do medo em sua cria, mas estava desistindo de tentar moldá-la da maneira que desejava, a vampira tinha uma personalidade um tanto forte, era decidida e não aceitaria facilmente se submeter às vontades de um homem que nem se quer teve piedade de sua humanidade. Arrancou todo e qualquer vestígio de vida humana de Hanna, sabia que não tinha o direito de estar ali, entrelaçado à ela, mas o ódio por também ter tido a vida roubada lhe fez ignorar os pensamentos piedosos. – E eu já disse que você fica ainda mais linda quando está nervosa? – Sussurrou ao ouvido da loira, passando a língua em seu lóbulo, descendo pelo pescoço com beijos demorados e úmidos, apertando um pouco mais os seios firmes da vampira contra seu tórax. – Hanna, Hanna, você pode berrar para o mundo que me odeia, acha que eu realmente me importo? – Soltou uma risadinha cheia de ironia, afastando-se o suficiente para encarar os olhos azuis de sua cria. – Eu não me importo em ser odiado, você me pertence. Para sempre. – Sério, Thomas continuou a encará-la, abrindo lentamente um sorriso torto no canto do rosto pintado. – Por que tão séria meu amor? Isso não é romântico? Você sempre sonhou com isso, um amor eterno. Me contou seus sonhos naquela nossa noite de sexo dentro do carro e a maioria deles incluía um homem para fazê-la feliz. – Aproximou a ponta dos dedos dos seios de Hanna, mas deteve-os antes mesmo de tocá-la. – Tenho saudades do seu corpo. – Confessou, ainda encarando os seios da vampira, que subiam e desciam rapidamente devido à respiração acelerada. Lembrava-se muito bem de como a garota possuía um corpo esbelto, cheio de curvas e de medidas perfeitas, jamais se arrependeria de ter dado a ela a imortalidade.

Agarrou a mão de Hanna e a rodou algumas vezes, como se fosse uma bailarina sendo conduzida por magia. Então novamente os corpos estavam unidos numa dança sensual de passos rítmicos e bem feitos. Ótimos dançarinos, visivelmente em sintonia, ou nem tanto. – Podemos fazer amor se quiser, os banheiros ficam nos fundos. E temos meu carro, minha casa também... – Provocou-a, novamente rindo com escárnio, adorando a sensação de ter Hanna na palma de suas mãos. Olhou por sobre o ombro da loira enquanto dançavam e observou a silhueta de Camille vestida de Poison Ivy. Estava linda e sexy, como sempre, porém parecia preocupada, tensa ou até mesmo desesperada, chamava por alguém como se estivesse perdida, o que vez a testa de Thomas vincar de desconfiança. Aquilo não parecia normal, mas a julgar o último encontro de ambos, Camille não era lá uma vampira com a sanidade mental muito boa. Deu de ombros, decidindo deixá-la com seus fantasmas, afinal, não era de sua conta, era?



TAG: Hanna e Camille MUSIC: Why So Serious Remix NOTES: carro
Thanks Karen @ Ops and FredKoob
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cherie Largillière
Lobisomem
Lobisomem
avatar

Mensagens : 121
Data de inscrição : 22/09/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 10:00 pm



Trick or treat? The two together is so delicious!

O reflexo do coelhinho vermelho no espelho era primeiramente sexy, muito sexy, além de fofo. Cherie sorriu, passando a ponta dos dedos pelo contorno dos lábios para limpar o excesso de batom vermelho, soltando uma risada baixa em seguida. – Nada mal, nada mal mesmo. – Virou-se de costas, observando o rabinho peludo preso à sua fantasia. Mexeu o quadril, divertindo-se, mas cessou as brincadeiras quando notou as horas no relógio preso à parede. – Droga! – Reclamou baixo, apanhando os sapatos de salto no chão. Correu pela casa na ponta dos pés, evitando que sua meia fina rasgasse em contato com o assoalho de madeira e quando chegou a porta, calçou rapidamente os saltos e passou as mãos pelos cabelos loiros, saindo enfim, para as festividades daquela noite de Halloween. Era Dia das Bruxas, dia do demônio de Cherie ser libertado, - não, não o demônio em forma de lobo - estava certa de que agitaria a festa como todas em que estava presente. Não era exagero quando diziam que a loira era a alma das festas que ia, era mesmo, animada, uma dançarina exemplar, sexy e muito disposta, quase sempre ficava até os momentos finais, curtindo ao máximo da música e da bebida. Ergueu o queixo caminhando ritmadamente pela rua, mantendo o sorriso sacana nos lábios carmim, ignorando todas as cicatrizes que carregava consigo, até porque, ninguém podia vê-las, não é?

A cidade toda estava em festa, as sacadas das casas, os jardins, a praça, tudo estava enfeitado para a tão esperada noite de Halloween. Adolescentes corriam um atrás dos outros tentando pregar peças, fantasiados dos mais estranhos monstros à criaturas mais bonitas e interessantes, como uma garota baixinha com asas e orelhas pontudas. Era fácil adivinhar que a garota era uma fada. Já Charie, com sua fantasia vermelha e sensual, não passara despercebida de maneira alguma, despertou olhares de muita gente. O vermelho lhe caia bem, tinha a pele clara, quase pálida, e as bochechas coradas davam-lhe um ar de boneca de porcelana, mas estava sexy demais para se passar por uma. Já podia ouvir as batidas frenéticas de dentro do colégio antes mesmo de entrar, o cheiro de verbena e wolfsbane destacou-se ali também, junto com o cheiro de outros lobos, vampiros e também os bruxos, que por sinal, eram muitos. Bufou, cruzando os braços enquanto analisava a decoração do lado de fora, curiosa em relação ao túnel do terror, culpado por algumas garotas saírem aos berros e trêmulas de medo. Cherie balançou os cabelos, rindo um pouco mais alto que o necessário, voltando a caminhar para dentro das portas abertas do ginásio. A decoração do lado de dentro era ainda mais interessante, e a mesa repleta de bebidas estava lindamente decorada com garrafas, taças, drinks elaborados e muitas velas, dando um ar de misticismo. – Estou gostando dessa cidade – Comentou, aproximando-se da mesa, optando por uma dose generosa de tequila que despejou de uma só vez na boca, seguido de alguns goles de whisky sem gelo.

O copo ainda estava pela metade quando a loba resolveu se encaminhar para a pista de dança. A música que tocava era boa, as pessoas dançavam e riam, e o clima de terror se misturava com todo aquele erotismo típico de algumas fantasias. Umas chamavam mais atenção do que outras, como uma garota fantasiada de Wednesday Addams, que se mexia sensualmente entre os corpos dos outros convidados, ou como a ruiva vestida de Chucky e a chapeuzinho vermelho nada do bem. O corpo da loba, que normalmente já era mais quente que o normal, parecia pegar fogo conforme dançava, rebolando provocante, fechando os olhos dando um giro lento em torno de si mesma, soltando uma risada longa e baixa, virando mais um pouco de whisky na boca. Não arrependera-se nem um pouco em ter escolhido passar mais alguns dias na cidade, acabando por alugar uma casa para ficar. Mystic Falls estava tendo a honra de recebê-la. A ideia de se fixar na cidade passou-lhe pela cabeça, mas não fazia muito sentido, ela era da estrada, nada a prendia. Ainda estava se recuperando da briga no Grill, de tudo o que conversara com Rae... Rae, ela viria à festa? Parou de dançar por um minuto, olhando em volta, sem sinal da loba.



details: Cherie está vestindo isso;

tagged: Skye, Jessica, Jane e Rae

music: Britney Spears - Gasoline


Voltar ao Topo Ir em baixo
Elijah Mikaelson
Original
Original
avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 09/09/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 10:54 pm



Elijah Mikaelson

The Original Vampire






Elijah brindava por fim com a adorável Christine, que na verdade se chamava Ashley Langdon.
A jovem estava adorando a presença do mesmo, as feições que ela fazia mostrava isso a ele, aliás, todas as moças que ele tivera contato gostavam de sua presença, tirando a forma de cavalheiro dele que era um complemento a parte. O papo estava ficando bem razoável até ela fazer a pergunta sobre o aquele que estava vestido de príncipe Asgarniano. Assim que Elijah se fixou no outro percebeu que ele estava muito íntimo da outra que ultrajava uma rainha má, era uma invasão de privacidade, lógico, mas o original teve de saber o que ambos conversavam só para se manter em alerta.
Tirava o foco da garota que ao seu lado estava e fixava os olhos nos dois, ouvia uma parte da conversa, algo relacionado a "Por enquanto não estragaria a festa", vindo de Niklaus era apenas uma contagem regressiva do outro fazer isso, voltou ao foco de Christine.
- Aquele é meu irmão, Niklaus Mikaelson.
Apresentava seu familiar para a jovem quando sentiu uma outra presença ao ambiente, seus olhos percorreram a festa e eis ali estava um de seus "conhecidos" se pode se dizer assim, Damon Salvatore.
Foi estranho vê-lo chegar na festa sem seu irmão Stefan, ambos sempre caminharam juntos, para não dizer ao contrário. Elijah dava mais um gole em sua bebida e colocava o copo vazio sobre a mesa e se virou quando mais uma vez algo lhe chamava a atenção, Katherina estava presente ao ambiente.
Elijah queria não acreditar de que a Stª Petrova estava dentre dois Originais, seria muita coragem dela fazer isso, só que quando o vampiro focou bem na outra viu que na verdade era Elena Gilbert, um leve sorriso surgiu de canto achando uma certa graça da brincadeira arriscada da outra.
- Me acompanha até ali Stª Daaé? O salão se encontra um pouco vazio.
Elijah caminhava com a jovem até o centro do salão quando por algum destino maluco a musica se tornou mais lenta, ambos se encaravam de forma serena e começavam uma valsa no ritmo da melodia, preferia evitar um pouco falar com Elena para não atiçar seu irmão, o que menos queria era fazê-la ser alvo do perseguidor maluco de Niklaus, se bem que algo dizia que isso estaria para acontecer muito brevemente.



TAG: Niklaus Mikaelson - Ashley Langdon - Caroline Forbes - Irmãos Salvatore - Elena Gilbert

ROUPA: Aqui

NOTAS: Doce Christine, te encontrei.





Última edição por Elijah Mikaelson em Qui Out 18, 2012 12:02 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alex Sullyvan

avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qua Out 17, 2012 11:50 pm




Happy Halloween



Alex ouviu cada palavra atentamente, ficou estudando a performance do outro enquanto ele dizia a sua versão da história que na verdade era bem sofredora, bem, tendo um ponto de vista certo, era uma história muito pior que a do bruxo, ele não teve amor, ele não teve coluna para se manter no mundo, talvez a causa da sua suposta mão fosse saber que guardava um segredo a qual não pode contar para ninguém, muitos pensamentos vinham com a finalização do conto não de fadas de Michael.
O bruxo soltava o próximo, deixava ele mais a vontade para poder se recuperar da pressão psicológica do bruxo, sim era a vez dele contar o que sabia e o que havia acontecido desde de o início até o que pode descobrir..

- O que vou te contar será de fazer inveja comparado a sua história, não é que eu esteja me gabando, apenas pode acontecer de nascer essa inveja de mim, mas não pense que será fácil para mim, voltar no meu passado...
Então tudo foi se esclarecendo, Michael ficava atento em todas as palavras assim como o bruxo fez com o outro. Era disso que ele gostava, atenção. Alex ao chegar na parte da descoberta de ser adotado ficou meio desconfiado, só que logo após viu que ele paralisou, não iria inventar uma longa história para perder seu próprio tempo, ele estava ali para procurar respostas e achar seu irmão que sabia que estava vivo.
Depois de mais umas meia hora Alex terminou sua versão, ambos se olharam e puderam ver novamente a semelhança de algumas coisas.

- Bem, ambos sabemos de cada um, pelo que posso antecipar, nós dois fomos vítimas, tanto você quanto eu, então por mim está bem claro, somos irmão de sangue, mas ainda tenho minhas dúvidas..Por enquanto posso considerar minha busca encerrada.
Alex terminou seu inquérito esperando o outro poder também fazer suas comparações e finalizações.


Tagged: Michael Sullyvan
Tag:Michael Sullyvan
Post: 005
Musica: The Kil - 30 Seconds To Mars
Roupa: Fantasia
Notas: Irmãos de sangue.

thanks, baby doll at oops


Voltar ao Topo Ir em baixo
Damon Salvatore
Vampiro
Vampiro
avatar

Mensagens : 265
Data de inscrição : 06/04/2011

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qui Out 18, 2012 4:56 pm




-
I put a spell on you...


Skye era fofinha bebada, ela falava mais do que seu folego conseguia e não parava, Damon puxou ela com uma mão e girou ela, fazendo com que ela risse mais uma vez, ele riu também, um pequeno sorriso de canto, mas o suficiente.

- Eu? Eu amo o Halloween, estou até fantasiado, de Damon Salvatore. - Apontou para si mesmo, fazendo uma careta, fingindo estar ofendido. Ele franziu a testa quando a garota fez com que confetes explodissem acima deles, ok, alguém ali estava beem empolgada.

- E eu sou mais do tipo que faz travessuras... - Disse próximo a ela, enquanto acompanhava a garota no ritmo da dança. - Se é que me entende, Sky, querida. - Disse o nome dela, o que fez com que ela fizesse uma careta, uh, é, ele havia errado o nome dela.

- Sky, Skye, tem quase a mesma pronuncia. - Murmurou em sua auto defesa, sabendo que era mentira. - Mas, por sinal, você está assustadora, no melhor sentido da palavra Skye, adorava A Família Addams. - Riu, ele até que realmente assistia quando mais novo, não fisicamente, é claro, mas ele gostava de fingir que sim, só para bancar o normal, as vezes.

É claro que nunca dava certo.

Damon percebendo uma certa inquietação, olhou para os lados, e encontrou quem não devia, Klaus estava lá, com uma fantasia tão estranha quanto ele, e só para completar, estava conversando com a Barbie Vamp, Damon quase riu, a loira teria que aguentar aquele karma pro resto da eternidade.

Isso se ele não achasse uma forma de matar aquele Original bastardo.

Quando Skye percebeu que ele estava desatento, puxou a garota novamente, e a rodou. Gostava de fazer isso, ele gostava de ficar coma bruxinha, só não entendia o por que.

- Pra falar a verdade, acho que não sei o motivo de ter parado aqui, só sei que tinha. - Ele murmurou lembrando-se da pergunta de outrora. - Por um acaso você me lançou um feitiço? Por que todos os lugares que eu vou, você está lá. - Franziu a testa, e olhou para a morena, que o encarava com um olhar divertido no rosto.

- Ok, sem bebida por um tempo para você, bruxinha. - Disse com um sorriso sarcástico no rosto, quando ela inclinou-se para ir a mesa de bebidas, olhou para Elijah, ok, isso aqui estava ficando lotado de originais, Damon revirou os olhos, claramente em desgosto.,


Extras: Tráágico o post.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Michael Sullyvan
Hibrido
Hibrido
avatar

Mensagens : 437
Data de inscrição : 19/07/2012
Idade : 27
Localização : Anywere

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qui Out 18, 2012 6:07 pm

A NEW MASSACRE


A história de Alex realmente dava uma ponta de inveja, porém de que adiantava ser bem amado na família se nas ruas era um zé ninguém, pelo menos disso ele poderia descartar no conto de horror do próprio. Michael era esperto, e muito por aliás.
A cada parágrafo que ele indagava mais atenção prestava, queria poder tirar pelo aprendizado de vida de Alex alguma peça que poderia faltar na história, mas não ele estava sendo impecável em cada detalhe, pelas contas que o hibrido fazia na cabeça poderia se considerar sim, talvez na verdade, que ambos fossem da mesma família.
O bruxo acabava de contar a sua versão, ambos se olhavam encarando um ao outro, tinham uma semelhança, poderia se dizer que eles eram irmão mesmo não sendo, mas como havia expressado antes, se caso ele fosse de seu sangue, quer dizer, de seu outro sangue, ele se animaria de uma certa forma porque ter um irmão bruxo não é pra qualquer um.

Citação :
- Bem, ambos sabemos de cada um, pelo que posso antecipar, nós dois fomos vítimas, tanto você quanto eu, então por mim está bem claro, somos irmão de sangue, mas ainda tenho minhas dúvidas..Por enquanto posso considerar minha busca encerrada.
- Concordo em gênero, número e grau com você...Alex.
Michael abriu um sorriso meio irônico e pensou em corrigir seu final de frase.
- Melhor assim dizendo...Irmão.
Fora atrevido em fazer aquilo, não ligava. Aos poucos ele foi recuperando sua postura bruta, tinha que retornar para a festa e começar uma nova caçada, agora a festa ia se tornar um verdadeiro massacre. Se afastou de Alex e pegou sua máscara do chão logo após vestindo-a, foi até sua serra elétrica e a ligou fazendo um barulho aterrorizante, se virou para Alex.
- Bem meu mais novo irmão...A festa agora tem que continuar, espero que não pense em acabar com ela antes de começar, pois pode ser bruxo, mas não exitarei em utilizar minha rápida velocidade e quebrar seu pescoço antes de você dizer suas primeiras palavras de bruxaria, na verdade creio que tens agora que me acompanhar e ficar sempre ao meu lado, será bem melhor para ambos.
Se virou soltando uma gargalhada maquiavélica e foi caminhando pelo corredor a fora indo novamente para o salão da festa, agora sua história era com outra pessoa. A bruxa miserável que tinha que matar estava bem perto, Michael entrava no ginásio e levantava sua serra elétrica que fazia um barulho bem irritante e transpassou ela em um jovem que estava bem a sua frente, uma gritaria começou na entrada do ginásio, pessoas começavam a correr, o sangue do jovem espirrou na máscara de Michael que não ligava para a sujeira, agora sim, o jogo de caça as bruxas ia apenas começar.

Ninguém pode ver quem era o assassino de verdade da ocasião que acabara de acontecer, só sabiam de sua fantasia, por isso o mesmo sumiu no meio das pessoas que gritavam ao lado de fora e surgia na entrada do ginásio com sua roupa normal, não queria deixar marcas de que ele era o criador do novo holocausto, entrou na festa e procurou por ela, viu Klaus, queria falar com ele, mas tinha que resolver suas coisas primeiro, Jason ainda estava por ali, pôde sentir o cheiro dele.

- Aonde está você bruxinha...? AHA!
Farejou a bruxa e sumia da entrada, as pessoas ainda corriam pelo corredor desorientadas, havia um assassino a solta, mas o problema era que NINGUÉM, desconfiava quem era, passou por mais alguns armários e viu ela com seu mais novo brinquedinho.
- Não acredito... A bruxinha resolveu se apaixonar? Tsc, poxa, estraguei o momento então...
Puro deboche, era assim que se consideravam as palavras de Michael, estava encostado em um armário com os braços cruzados e a uns dois metros de ambos ali.
- Bem, farei assim, vou contar até um e você vem comigo, se não destruo seu namoradinho em pedacinhos, mas um aviso!
Ele se prontificou de ficar em posição de ataque, mostrava seus caninos e seu olhar demoníaco transformado.
- Se ousar atacar uma de suas magias para cima de mim, irei matar isso que você chama de "querido" além de transforma-lo em um aperitivo para minha pessoa.
Finalmente agora estavam cara a cara, ela tinha que optar em ir com ele ou deixar seu namoradinho virar patê de gente. Agora sim a festa vai bombar...


TAG:Alex Sullyvan, Klaus Mikaelson, Eva Bulkövsky, Jason Kylle e William Jonnes | THEME: Sistem of a down - CHOP SUEY | NOTES:Um novo Thriller de TERROR. |

TAG: HERE | WORDS: HERE | NOTES | ORANGE CARAMEL ! @ ATF
Voltar ao Topo Ir em baixo
ElenaGilbert

avatar

Mensagens : 83
Data de inscrição : 07/05/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Qui Out 18, 2012 11:35 pm





The Vampire


Looks like Katherine Pierce


• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •





Se eu realmente fosse uma vampira sentiria alguém se aproximar e provavelmente não teria levado o susto que tive. Meu olhar assustado olhava nos olhos da pessoa, era apenas Bonnie, minha amiga Bonnie. De início parecia ter visto um fantasma, mas depois pude relaxar e meus olhos brilhavam de felicidade.
Eu a abracei tão forte que impedi de respirar. Sua voz sussurrava em meus ouvidos, mas não conseguia me largar, eu estava feliz em vê-la. Abri um largo sorriso e em seguida a larguei e fiquei um pouco sem graça por ter feito isso de repente.

- Desculpe... - Sorri e brinquei com um pedaço dos cachos de meus cabelos. - Jamais serei a Katherine! E estou bem, e você? Sinto tanta a sua falta, desde daquele dia...

Preferi não falar a respeito, aquele dia foi um pesadelo. Será que Klaus estaria aqui? Será que tudo acabaria em tragédias novamente? Olhei para o lado e avistei Elijah com alguma garota, fiquei um pouco surpresa e depois tive a sensação de que ele também estivesse por perto.
Meu coração batia aceleradamente e olhei a minha volta, fixando meu olhar em Klaus com Caroline. O que diabos ela estaria fazendo com ele? Voltei o meu olhar para Bonnie, surpresa.

- Por que a Caroline está com ele? - Meu olhar percorreu o salão novamente para fixar em Caroline, mas o que vi me deixou enojada ou seria mais raiva?

Damon estava Skye, eu sabia quem ela era. Ela estava com uma outra garota no bar aquele dia. Damon normalmente não ficava muito tempo com uma mesma garota, o que ele pretendia? Senti meu coração doer e meu rosto pegar fogo, minha garganta se fechava e podia sentir que muito em breve as lágrimas fossem cair. Eu tinha que ser forte. Fechei meus olhos para que Bonnie não percebesse e virei meu rosto quando achava que tudo estivesse estabilizado.

- O que mais poderia dar errado hoje? Além de Stefan ignorar minhas ligações... - Olhei para Bonnie com um sorriso torto nos lábios.

- Será que trinta e quatro mensagens de voz é tão exagerado assim? - Perguntei à Bonnie, sorrindo e ao mesmo tempo mudando de assunto. Embora eu realmente quisesse saber de Stefan.

Soltei o ar com mais força do que queria. Eu não sabia exatamente o que deveria pensar, agir ou seja lá o que for que estivesse acontecendo. Eu só queria a minha vida de volta e Klaus morto. Era pedir muito, não era?
Certo, não queria ficar triste, até porque não me levaria a lugar algum. Iria me divertir, e Bonnie iria se divertir comigo. Abri um sorriso que a estimulou a sorrir também.

- Vamos apenas nos divertir esta noite, está bem? O caos pode esperar até amanhã! - Isso é se Klaus não aprontasse algo hoje.


• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •



tags: Bonnie, Klaus, Elijah, Ashley, Skye, Caroline, Damon e Stefan~ clothes ~ music theme ~ obs:


template by gapoccia do TDN


Última edição por Elena Gilbert em Sex Out 19, 2012 1:24 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 1:40 am






I'm a homicidal maniac



Damon, com certeza devia estar achando que eu estava bêbada, mas na verdade, eu estava ficando tonta de tanto ele me fazer girar naquela pista. Mas até que a coisa toda estava divertida. Era bom ter o vampiro por perto, mesmo que estar tão próxima dele fizesse eu me sentir estranha, e quando digo estranha, quero dizer em relação a ele. - Salvatore? AAhhh! Finalmente sei seu sobrenome. Bom... Não que isso seja importante. E vir fantasiado de si mesmo foi muito original. Eu teria vindo fantasiada de Skye se ela não fosse uma garota tão chata. - Brinquei, enquanto dançava com Damon. Foi minha vez de girá-lo, então o puxei pela mão, fazendo o vampiro dar um rodopio, porém logo o soltei e fiquei dançando em volta dele ao mesmo tempo que conversávamos. - Você tem mesmo cara de quem adora fazer travessuras. Na verdade, eu suspeito que você seja um tremendo sacana, mas eu gosto disso em você. Talvez possamos fazer algumas travessuras juntos. - Eu disse ao mesmo tempo em que ficava de costas para o vampiro. Segurei suas mãos e as coloquei em minha cintura, enquanto mexia o quadril com sensualidade, seguindo o rítmo da música.

Ok! Eu estava ficando um tanto saliente, mas eu me importava? Não! Na verdade, eu me sentia muito bem. Fiz uma pequena careta, franzindo o nariz, quando Damon errou o meu nome, mas achei engraçada a tentativa falha dele tentar se defender. - Ah! Relaxa, Demon. Está tudo bem. - Retruquei errando o nome dele de propósito. - E eu posso ser bem mais do que assustadora, se é que me entende. - Sim, eu estava muito mal intencionada. Não só em relação ao Damon, mas também a tudo que dizia respeito a festa.

Voltei a ficar de frente para o meu querido Salvatore, ouvindo ele rir enquanto falava da Família Addams. - Então, não vai se importar se eu brincar de Wednesday Addams com você, certo? - Eu disse puxando o atame falso que estava preso na minha coxa. Ao cravar o punhal em seu coração, peguei o vampiro de surpresa. Damon arregalou seus belos olhos azuis, mas logo percebeu que era apenas uma brincadeira boba minha. - Trick-or-treat?!! Não vou matar você, Damon. Que graça teria fazer isso com uma faquinha falsa e de lâmina retrátil? - Eu disse rindo.

De repente, a atenção do Salvatore tomou outra direção. Meus olhos o seguiram e acabei por avistar a dupla que estava mais afastada de nós, próximos a mesa de bebidas. A garota loira estava fantasiada de Rainha Má e parecia incomodada com algo, já o sujeito perto dela - e que estava vestido de semi Loki, digamos assim - parecia muito à vontade, conversando com ela. Pela cara de Damon, com certeza ele os conhecia, mas eu não tive interesse em perguntar quem eles eram. Logo fui puxada, de novo pelo vampiro, que me rodopiou pela pista, arrancando-me um sorriso, porém ele não durou muito, dando lugar a uma expressão um pouco mais séria. Eu nunca fui de acreditar em coincidências, e estar sempre esbarrando em Damon Salvatore era prova de que nossos supostos encontros não eram uma simples obra do acaso. Tudo bem, Mystic Falls não era uma cidade grande, mas ainda assim, aquilo não deixava de ser estranho.

- É engraçado você dizer isso. Na verdade, eu nem estava cogitando a ideia de vir nessa festa, mas de repente, senti que tinha que vir. - Franzi as sobrancelhas, encarando o vampiro. Tinha algo nele que eu não sabia explicar. Tudo o que eu sei, é que quanto mais tempo eu ficava perto dele, mais familiar ele me parecia. A sensação era de que eu o conhecia a séculos, e no entanto, eu não sabia quase nada sobre ele.

- Eu não joguei nenhum feitiço em você, mas estou começando a achar que você me hipnotizou pra que eu fique te encontrando por aí, sempre que você quer. - Girei o corpo e fui em direção a mesa de bebidas. Aliás, aquela mesa parecia ser o verdadeiro ponto de atração da festa. Todos que chegavam, resolviam ficar em volta da mesa de bebidas feito abelhas cercando o mel. - Hey! E quem disse que eu vou beber... pouco? - Brinquei, enquanto me servia de uma dose de vodka. Virei o líquido em um copo e bebi de um gole só, deixando o copo vazio de lado. Quando olhei para o Damon, notei que ele parecia distraído com o sujeito vestido de Fantasma da Ópera. O que aconteceu no momento seguinte, sinceramente eu não sei explicar. Não era exatamente um impulso, foi como se algo tivesse me empurrado pra cima do vampiro e eu não conseguisse evitar. Quando dei por mim, meus lábios já estavam grudados nos lábios de Damon.

Eu queria soltá-lo, mas não conseguia. Meu interior gritava pra que o vampiro me empurrasse, me afastasse dele, mas só o que eu conseguia era beijá-lo ainda mais. Eu sentia como se estivesse caindo em um abismo sombrio e do qual não haveria volta, porém eu estava feliz. Será que morrer era assim? No meio de tudo, acabei mordendo meu próprio lábio, o que de fato ajudou, já que o gosto de sangue me deixou assustada, fazendo com que eu finalmente me afastasse dele. Meus olhos assustados fitaram o vampiro, enquanto eu tentava dizer alguma coisa, mas o sangue nos lábios dele - meu sangue - acabou me fazendo perder a linha de raciocínio. - Damon... desculpe... - Foi só o que consegui dizer, enquanto olhava pra ele, completamente sem ação.


Taggs: Festa de Halloween - Caleb e Damon. Soundtrack: Muse - Time is Running Out template por: _ANA @ TDN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alaric Saltzman
Humano
Humano
avatar

Mensagens : 39
Data de inscrição : 14/07/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 11:33 am






alter ego



"Quantas vezes uma pessoa pode morrer, ate que isso comece a afeta-la?"



A cada dia que passava, as lacunas eram cada vez maiores e mais frequentes. Esses períodos que eu simplesmente não conseguia me lembrar. Com o intuito de ter algumas respostas fui a Duke conversar com um amigo meu parapsicólogo, mas infelizmente a pesquisa, teve pouco tempo e não revelou nada de mais. Com isso voltei a Mystic Falls.

Hoje era noite de Halloween e um sorriso macabro se formou em meus lábios, está cidade tem a fama de seus eventos terminarem em tragédia, e essa noite eu queria ver o circo pegar fogo, há vampiros de mais aqui, e alguém tem que proteger a cidade. Antes de ir para a escola, fui a uma reunião do Conselho, onde anunciei que iria colocar verbena e wolfsbane, em todas as bebidas oferecidas no baile, a principio os demais membros achamram, uma medida muito exagerada, mas com um pouco de lábia consegui que todos me apoiassem.

Eu não estava com a mínima vontade de ir fantasiado em então fui trajando o meu habitual. Cortei todos os corredores da escola, ate chegar ao Ginásio, Caroline havia se superado mais uma vez, e embarcando nesta onda, os convidados também. Fui ate a mesa onde estavam as bebidas, como se eu quisesse pegar apenas um copo, por sorte não havia ninguém por perto, coloquei pequenas doses das infusões em todos os tipos de bebidas presentes. Olhei para trás e pude ver, Caroline e Klaus, Elijah e uma humana, Damon e a mesma garota do Grill, Bonnie e Elena, a principio pensei que fosse Katherine, mas o modo como estava com Bonnie não era o da vampira.

Caminhei para o banheiro, daria início a secunda parte do meu plano. Fui ate um box onde eu escondia algumas armas, em um piso falso, peguei uma tala e amarrei em minha boca, depois peguei uma faca e desferi o golpe contra mim. Graças a tala não pude gritar, fechei o piso falso e me arrastei para fora do banheiro deixando uma rastro de sangue. Consegui chegar ao ginásio novamente. - Dam... Dam... Damon. - Conseguir chamá-lo na terceira tentativa. Eu esperava que meu plano desse certo, caminhei ate ele e a garota, com muito esforço. - Me ajude. - Foi a ultima coisa que disse antes de desmaiar.


Tagged: Bonnie, Elena, Elijah, Damon, SKey, Katherine e Membros do Conselho.

créditos a lady marmalade do Ops!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Amy Blackwell

avatar

Mensagens : 17
Data de inscrição : 02/08/2012
Idade : 21
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 12:30 pm

Depois de um longo tempo fora de Mystic Falls, Amy retorna a cidade, depois de tudo o que passou, precisava esfriar a cabeça. Bom, em Mystic Falls isso não será possível, a cidade onde acontece de tudo, onde criaturas de todo tipo vem para cá. Festa de Halloween, isso iria a ajuda-la a se divertir um pouco. Não conhecia ninguém, sua mãe estava fora da cidade.
Pegou sua fantasia de Jigsaw feminina, botou no corpo e partiu para a festa.
Chegando na entrada da escola, parou, apreciou os detalhes por fora. Monstros de todo tipo entravam e saiam da festa, sangue nas roupas, algumas máscaras assustadoras, outras fantasias mais comuns, não tão chamativas. Amy tinha um pressentimento de que iria acontecer muita coisa por ali, poderia não ser com ela, ou ser.
- Interessante! - sussurrou para si mesma.
Entrou na festa, fantasias e mais fantasias, observou a decoração, estava impecável, bem realista.
A névoa dava um ar mais divertido, mas aquilo deixava Amy um pouco enjoada. Pegou um ponche para molhar os lábios, logo depois foi em direção a pista de dança. Começou a se mover no ritmo da música, sentiu a presença de algo, começou a observar ao seu redor, mas nada. Fechou os olhos por 3 segundos e abriu novamente.
Agora espere a noite acabar - pensou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
William M. Jonnes

avatar

Mensagens : 162
Data de inscrição : 12/08/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 12:57 pm






THIS IS HALLOWEEN!

Hello dear, the angel from my nightmare. The shadow in the background of the morgue, the unsuspecting victim of darkness in the valley. We can live like Jack and Sally if we want. Where you can always find me and we'll have halloween on Christmas and in the night we'll wish this never ends. We'll wish this never ends.


Eva repetiu a frase, atenta em cada letra escrita com o pincel negro. Observei-a, admirando-a com um sorriso pequeno no rosto pintado, feliz por estar assistindo tantos sorrisos de uma boneca que não estava habituada a exibir os dentes de forma natural. Entre nosso beijo, Eva sussurrou algo que mal compreendi, precisei esforçar meu cérebro a acompanhar suas palavras, já que eu ficava perdido quando estava perto demais da bruxa. – Hm? – Abri lentamente os olhos, odiando-me por ter que afastar dela, de seu calor. – Você os esconde Eva, mas tem sentimentos. Fortes até demais, e sabe por que sei tanto sobre isso? – Segurei suas mãos e ergui-as até meu peito, pousando-as sobre o batucar frenético do meu coração. Respirei fundo, fitando seus olhos, presos naquela imensidão cristalina. – Porque eu me vejo em você. Sofremos, de formas diferentes, mas sofremos. Você não precisa dizer nada, sei que sua vida sempre foi muito mais difícil que a minha, mas eu estou disposto a te dar um futuro, se é que me entende. – Lancei lhe uma piscadela, seguida de um sorriso maroto, puxando-a novamente para mais perto, aninhando-a em meus braços como uma criança. Queria cuidar de seus ferimentos abertos, tê-la em minha vida como nunca antes havia permitido outra pessoa de estar, e acabei fechando os olhos com mais força quando a palavra relacionamento passou por minha cabeça. Lembrar-me de Jane, da facada, da confusão em Malibu e da decepção causada em meus pais, deixava-me tão confuso a ponto de tremer. Mas, de uma coisa estava certo, estava disposto a abrir mão do que fosse necessário para cuidar de Eva.

Beijei o topo da cabeça da bruxa, acariciando seus delicados ombros até que a ouvi falar. – Sabe, de onde vim você seria espancado por escrever nas paredes... – Acabei rindo, lembrando-me das diversas vezes suspenso do colégio por vandalismo e brigas durante as aulas. – Não se preocupe, já fui espancado muitas vezes por simplesmente ser quem eu sou. – Era verdade, talvez uma das mais estranhadas verdades. Apertei um pouco mais o corpo pequeno de Eva entre meus braços e então afrouxei o abraço, deixando que ela ficasse livre para se mover, caso desejasse. – Pequenas órfãs deveriam se comportar. – Eva espiou as salas e deu de ombros, fazendo-me observá-la curioso. Mantive um sorriso estampado no rosto até notar a mudança repentina do semblante da bruxa, parecia imersa em algum tipo de mundo paralelo, afogada em lembranças que, se fossem boas, não a deixaria daquela forma. – Eva? – Chamei-a quando vi virar o rosto. Sem pensar duas vezes a trouxe de volta para o abraço protetor de antes, decidido a ignorar caso resistisse. A ânsia de protegê-la estava crescendo, devia parar, distanciar-me enquanto era tempo, mas novamente me vi sendo trapaceado pelos sentimentos. Era tarde para qualquer fuga, tarde demais para desapaixonar-me pela bruxa.

Senti que Eva ficou tensa de repente, fazendo-me solta-la e girar o corpo, arrastando-a para traz de mim assim que a voz em tom de deboche preencheu o corredor. – Não acredito... A bruxinha resolveu se apaixonar? Tsc, poxa, estraguei o momento então... – Uni as sobrancelhas, pronto para encarar uma boa briga, mas algo nos olhos do rapaz alto me fez travar. – Bem, farei assim, vou contar até um e você vem comigo, se não destruo seu namoradinho em pedacinhos, mas um aviso! – Tremi de ódio, enraizando os pés no chão para não fazer nenhuma coisa idiota, mantendo o corpo de Eva para trás do meu. Meu rosto se desmanchou num misto de horror e raiva quando os olhos do cara mudaram a coloração, ele iria nos matar. – Se ousar atacar uma de suas magias para cima de mim, irei matar isso que você chama de "querido" além de transforma-lo em um aperitivo para minha pessoa. – O rapaz estava mergulhado em um ódio profundo demais para aceitar um pedido de trégua, ou para explicar o motivo daquilo tudo. Virei o rosto um pouco para o lado, fitando Eva de esguelha. – Você não vai! – Falei firme, não dando ordens, mas sim pedindo. Não poderia perdê-la, não suportaria. – Deixe que me mate, ou tente, não vou simplesmente... – Girei a cabeça em direção ao rapaz e o fitei com ódio. – Te deixar ir. – Completei num tom mais baixo, fechando as mãos em punho. – O que quer com ela? – A pergunta fora direcionada ao homem, mas corria o risco de nem obter a resposta. Eva dissera que era perigoso, que todos morreram, que eu estava me metendo em confusão. Ela tinha razão, mas não me afastaria daquele corredor. O colar era uma promessa.





Tagged: Eva e Michael Wearing: Link Music: Linkin Park - Robot Boy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Evento [Halloween]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
The Vampire Diaries Brasil RPG :: RPG The Vampire Diaries :: - :: Área externa escolar-
Ir para:  

A trama do fórum está disponível aqui(LINK).

O fórum está oficialmente aberto, e ele foi resetado ou seja: todos as vagas estão livre, os cannons e avatares foram deletados, assim como as fichas de personagens.

E agora nós criamos mais personagens que não fazem parte da série, e colocamos do jeito que nós queremos, vocês estão livres para pegarem os cannons que quiserem, contanto que falem com a Administração primeiro.