Site feito para fãs do seriado conversarem e jogarem RPG.
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Evento [Halloween]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Caroline Forbes
Vampiro
Vampiro
avatar

Mensagens : 2274
Data de inscrição : 06/04/2011
Idade : 22
Localização : De frente pro PC

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Evento [Halloween]   Ter Out 09, 2012 4:32 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Happy Halloween,
31 de Outubro à 1 de Novembro

Na Robert E. Lee High School, é uma obrigação ter uma festa em comemoração ao Halloween, onde os alunos se encontram a noite e festejam ao melhor estilo e com suas melhores fantasias, vale de tudo, desde fantasias assustadoras, as mais sexys e divertidas.
Chegando na escola, você irá para o ginásio, onde o comitê da escola organizou tudo nos mínimos detalhes para que hajam bebidas o suficiente ( e provavelmente batizada), musica boa, e alguns sustos.
Você pode optar por passar no Túnel do horror, onde você entra, e inúmeros monstros estão lá para te assustar, entre eles está o Drácula, acreditem na ironia, Samara, zumbis, fantasmas e se você conseguir sair de lá sem chorar, pode-se considerar um campeão. Muitos acham bobo a brincadeira, mas sempre, há uma grande fila para entrar no túnel.

Entrem, e divirtam-se, no melhor estilo que o Halloween pode proporcionar. E não se esqueça que a cidade toda está em festa, então, depois da escola, muitos ainda ficam nas ruas, assustando as crianças, e bebendo com amigos

E realmente, se você não sabe que deve tomar cuidado, eu só tenho a dizer-lhe uma coisa: Boa sorte!
duska do aglomerado.



some kind of happiness
Vampira. Controladora. Preferencia para Híbridos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://thevampirediariesrpg.forumeiros.com

AutorMensagem
Tate K. Langdon

avatar

Mensagens : 135
Data de inscrição : 01/02/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 7:42 pm




Last Night



O baile havia começado e eu logo estaria lá, trajava minhas habitais vestes negras, a maquiagem de caveira, o sobretudo longo com uma enorme cruz prateada, com uma cobra verde a envolvendo, nas costas. Eu encontraria April lá.

Entrei na escola e pude ver cada uma das salas vazias, eu pouco ligava pro que acontecia ali, essa cidade havia me traído, e mais de uma vez. Mas apenas ela me interessa, April. Cheguei ate o ginásio lá estava todos. Cada um com sua fantasia, uns melhores outros piores. Busquei em cantos alternados por April, ate que a encontrei, antes de ir ate lá, passei nas mesas de bebidas, peguei uma dois copos, levei um a boca e pode sentir um gosto diferente eu apostava que estava batizada com verbena ou wolfsbane, dei de ombros, eu não era vampiro e muito menos um lobo pra me preocupar com isso.

Cortei a distância ate a bela loira. - Me desculpe a demora, sabe como leva tempo pra ficarmos belos assim. - Digo com um sorriso sedutor nos lábios, abraço April e a beijo, um beijo longo e demorado. - Você está mais linda do que de costume. - Digo a beijando novamente.

Tag:April Notes:-


Thanks, Dricca - Terra de Ninguém

Voltar ao Topo Ir em baixo
Jessica Craigdalle

avatar

Mensagens : 364
Data de inscrição : 26/08/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 9:36 pm


Sorry Jack...
Chucky is back!

--------------------------------

O abraço de Frederik deveria confortar-me, porém não teve esse efeito. Estava agitada demais, tensa demais, preocupada demais para voltar a dançar como antes ou rir como antes, quando cheguei à festa. Encostei o queixo no ombro do bruxo, respirando fundo enquanto separava-me dele e entornava todo o restante da bebida na boca. – Ela está procurando por você, Jessica. Ela irá lhe ajudar... – Hunter voltou a falar dentro de minha cabeça, fazendo-me dar às costas a Frederik para analisar tudo em volta, a procura de algum suspeito. – Ela quem? – Sussurrei para mim mesma, passando a mão livre pelos cabelos vermelhos. Por que papai tinha que dificultar as coisas? Seria mais simples se dissesse frases completas e que fizessem sentido. Quanto mais tentava entender tudo o que acontecia, mais perdida eu me sentia em relação às sombras, à Eva e toda a confusão com humanos e vampiros do baile e máscaras. O copo vazio simplesmente escorreu de minhas mãos, caindo perto dos meus pés em câmera lenta no mesmo instante em que uma sensação ruim tomou conta de mim. A cabeça doeu, o estômago revirou e senti-me tonta, mesmo tentando culpar o ponche e todos os outros copos de bebida que ingeri, não conseguia. Girei o corpo, fitando Frederik por alguns segundos antes de praticamente vomitar as palavras rapidamente – Preciso ir ao banheiro, já volto! – Passei quase correndo por ele, desviando com dificuldade das pessoas que dançavam, e acabei trombando em um rapaz alto fantasiado de Romeo. Algo gelado se espalhou por entre meus seios chegando até a barriga, fazendo-me parar e olhar para baixo. – Merda... – Sussurrei fitando a imensa mancha de ponche que molhara minha fantasia deixando-a pregada a minha pele e com um forte cheiro de álcool. Mais um motivo para ir ao banheiro mesmo temendo ter outras alucinações com Mikhail e as três sombras.

Quando finalmente passei pela porta do banheiro feminino empurrei as garotas que estavam na minha frente e tranquei-me em uma das cabines, deixando que os joelhos cedessem à fraqueza. Agarrei a beirada do vaso sanitário, torcendo os dedos com tanta força que pensei que os quebraria, vomitando tudo o que havia comido o dia inteiro, ou seja, quase nada, apenas bebida. Tossi várias vezes após devolver tudo do estômago. Ainda ajoelhada e apertando o vaso, abri os olhos lentamente, sentindo as malditas lágrimas escorrerem sem pudor algum, não tinha forças para me erguer e nem queria. Estava molhada e cheirando à ponche, provavelmente mais pálida que uma folha de papel, trêmula e com os olhos inchados devido ao choro, não sairia do banheiro tão cedo. Afastei-me com brutalidade do vaso, encostando na parede divisória da cabine. Abracei os joelhos com força, tombando a cabeça para trás até sentir que estava encostada assim como as costas. Respostas. Eu precisava de respostas mais do que qualquer coisa. Hunter mandara-me para Mystic Falls, colocou-me em perigo tantas vezes que estava começando a acreditar que não era amor o que ele sentia por mim e sim pena. – Jessica! Estou com você! – A voz voltou com tudo, voltou com tanta força que fez-me gritar. – Não! Você não está! – Abri os olhos para expulsar as lágrimas que me cegavam e encolhi-me assustada ao encontrar o rosto de Hunter frente a frente com o meu. Mas, a visão não durou mais que alguns segundos e então tudo se esvaiu feito fumaça. Estiquei o braço num gesto idiota na tentativa de alcançar algo que era fruto de minha imaginação. Jess, isso é coisa da sua cabeça!, recuei o braço, encolhendo-me ainda mais na tentativa de me proteger dos meus próprios sentimentos. Chegava a arder a forma como a dúvida fatiava todo o meu ser, uma tortura lenta que parecia jamais ter um fim, a sensação era a mesma de estar correndo em círculos ao tentar me livrar do peso de ser uma bruxa, de estar constantemente em perigo, de colocar outros em perigo. O rosto de Eva foi o único que me veio à cabeça e mais uma vez o peito esmagou o coração, fazendo-me respirar com dificuldade. – Tad, diogelu Eva rhag pob drwg. Nid oes gennyf unrhyw hawl i ofyn hyn, ond ddiogelu, a hefyd i'r bobl sy'n cyd-fynd. Peidiwch â gadael i unrhyw beth brifo hi, os gwelwch yn dda... – A oração era intercalada de soluços baixinhos. Há tanto tempo não rogava por algo e então, me vi implorando pela vida da bruxa e do humano, mal os conhecia, não passavam de estranhos. – Estranhos pelos quais você se preocupa. – Sussurrei em resposta para meu próprio pensamento, secando as bochechas lentamente com as costas das mãos.

--------------------------------


TAGGED Frederik, Eva, Camille, William, Thomas e Mikhail
MÚSICA Taylor Swift - Haunted
SET roupas
CRÉDITO à GIULIA --- TERRA DE NINGUÉM && OPS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
April Allice Hermas

avatar

Mensagens : 989
Data de inscrição : 27/08/2011
Idade : 22
Localização : Mystic Falls

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 9:57 pm

Life is...
is just like the fucking hell, where we'll all go someday.

E stava parada em um canto qualquer do salão. Não conseguia me mover direito de tão nervosa que estava. Milhões de coisas passavam na minha cabeça ao mesmo tempo. Desde que vim morar com os meus tios comecei a descobrir muitas coisas que eu não fazia a mínima idéia, que existiam. E eu me lembro, direitinho, até hoje, do homem de olhos vermelhos, do Grill.
Respirei fundo e balancei a cabeça. Era uma festa e eu tinha que relaxar. Foi só eu pensar isso que eu o ouvi. Uma voz forte, mas tranquila e até meio doce. Era Tate. Virei-me para olhar-lo nos olhos e dei uma risada fraca quando o ouvi falar das fantasias.
De repente é como se eu fosse atingida por algo. Sabe quando você leva um susto e seu coração acelera tanto que ele vai furar o seu peito e pular para fora? Bem, foi mais ou menos assim. Assim que os lábios macios de Tate tocaram os meus eu não sabia direito o que sentir. Meu coração começou bater mais forte do que o normal. Um beijo longo e, torturantemente, bom. Seus lábios eram quentes e macios. Senti-me muito diferente de como já havia me sentido antes.
Com dificuldade, passei meus braços sobre seus ombros e os cruzei atrás de sua cabeça. Então nos separamos e, por conta da proximidade, pude ouvir direito o que ele disse. Soltei um sorriso meio bobo e abaixei a cabeça meio sem graça. Quando levanto a cabeça, vou novamente ao encontro de seus lábios. Separo-me segundos depois.
– Olá. – Digo brincando e sorrio. - Acho que vou pegar alguma coisa para comer. Sabe, estou meio esquelética. – Disse cutucando minha própra bochecha e fazendo referência à fantasia. – Você vem? – Perguntei sorrindo.
Acho que o primeiro beijo tinha me deixado meio tenta, porque, enquanto eu andava na direção da mesa de petiscos, eu quase tropecei em mim mesma. Acho que meu sangue perdeu todos os nutrientes que tentavam ir para o meu cérebro para raciocinar algo. Faz senti? Não. Mas minhas pernas estavam meio trêmulas e, de uma forma meio estranha, sempre que eu me sentia assim eu melhorava depois de morder algo.



Wearing: Here
Tagged: Here comes the death.
Notes: --
Theme Song: Only You


Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sex Out 19, 2012 11:46 pm





Stars, hide your fires;


Let not light see my black and deep desires




Ah, sim! Era época de Halloween e Mystic Falls, como a maioria das outras cidades, estava em pleno clima de Dia das Bruxas. As ruas estavam repletas de crianças, adolescentes e adultos, quase todos fantasiados de vampiros, bruxas, zumbis e outras aberrações que percorriam as casas, enquanto pediam doces. "Trick or treat?" Que bela porcaria. Eu teria o prazer de sufocar o primeiro que viesse me pedir doces, com a sua própria língua. Seria difícil engolir alguma coisa depois disso. E como não poderia deixar de ser, é claro que haveria uma festa. O cenário do evento monstruoso, seria o ginásio da escola, e boa parte dos moradores da cidade estaria lá, incluíndo a minha preciosa Skye. O que fazia com que eu me sentisse obrigado a comparecer.

Eu odiava esse tipo de festa e não estava me sentindo nem um pouco sociável, porém mesmo contra a minha vontade, eu precisava ir. Eu tinha planos e um deles já estava em andamento, então seria um grande erro não comparecer na festa. Sendo assim, não me restava outra coisa senão escolher uma fantasia e partir para mais uma noite típica de Mystic Falls. Sim, eu já esperava que alguma desgraça fosse acontecer, e no que dependesse de mim, eu até ajudaria. Isso me renderia algum divertimento e faria com que as horas passassem mais depressa. Passei rapidamente por uma loja que já estava quase fechando e consegui que o dono me atendesse na última hora. Nada como poder controlar mentes fracas.

Não perdi tempo com a maldita fantasia e peguei a primeira coisa que vi pela frente. A vestimenta de Magneto era ridícula, assim como a ocasião a qual eu teria de comparecer. De qualquer modo, certos sacrifícios são necessários quando se deseja atingir algo maior. Então, voltei para o hotel, tomei um banho, e em pouco tempo eu já estava na festa. Transitava entre as pessoas que dançavam, enquanto procurava pelo meu objeto de desejo. Eu sabia que ela estava lá. Eu podia sentí-la. Enquanto atravessava a pista de dança, atraindo alguns olhares curiosos e comentários empolgados, porém idiotas sobre a minha fantasia, notei a jovem de cabelos negros e vestida de Chapéuzinho Vermelho, que estava parada perto da mesa de bebidas.

Jane estava muito sexy naquela fantasia, mas não foi isso que me chamou a atenção na bruxa. Sua áurea transbordava de energia sexual, e ela seria capaz de por de joelhos boa parte dos que estavam presentes naquele salão. A bruxa emanava luxúria pura, sinal de que Lilith se fazia presente em cada milímetro daquele corpo perfeito. Mas para que isso acontecesse, seria necessário um sacrifício, e eu sabia que a bruxinha era mais do que uma simples adepta desse tipo de ritual, então não fiquei surpreso por vê-la atraindo tanta atenção para si. Aliás, admito que só de olhar para ela, eu mesmo já me sentia atraído. Abri um meio sorriso e caminhei de encontro a garota, já que não nos víamos desde o episódio na floresta.

Mas antes que eu pudesse chegar até Jane, algo desviou a minha atenção. Segui a voz e o riso que me pareciam tão familiares, até que encontrei Skye do outro lado da mesa de bebidas e de costas para mim. Para a minha surpresa, ela não estava sozinha como eu havia imaginado. O maldito Damon Salvatore estava com ela, e estava todo cheio de sorrisos charmosos, enquanto conversavam animadamente. O ódio me atingiu rapidamente, obrigando-me a me controlar. Até pensei em conjurar um feitiço contra ele, mas isso poderia refletir em Skye e eu não podia correr o risco de comprometê-la diante do vampiro. Respirei fundo e voltei a caminhar, seguindo de encontro a Jane, porém a visão que tive pelo canto do olho, me fez parar novamente no lugar. Skye e o Salvatore estavam se beijando, e aquilo era o tipo de coisa que eu não poderia permitir e muito menos aturar.

Tomado pela raiva, tentei me concentrar unicamente no vampiro, enquanto mentalizava um feitiço. Senti a energia crescendo, chegando com força total. É incrível como a raiva pode ser um estimulante de rápido efeito. Porém, no exato momento em que ia lançar o feitiço sobre Damon Salvatore, um homem surgiu para me atrapalhar. Estava ferido e logo caiu inconsciente na frente de todos os que estavam presentes. Amaldiçoei o desgraçado por ter aparecido. Ainda poderia conjurar o feitiço contra Damon, mas o momento já não era tão propício. Eu teria que esperar a minha vez, mas ela não demoraria a chegar. Eu daria um jeito de tirar Damon Salvatore do meu caminho para sempre. Eu sabia que não podia matá-lo, porém não quer dizer que eu não pudesse provocar um belo estrago no vampiro.


TAGS:

Halloween - Skye, Damon Salvatore e Jane

Music:


Notes:

Thanks, Baby Doll @ Etvdf

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mikhail Shevardnadze

avatar

Mensagens : 73
Data de inscrição : 03/09/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sab Out 20, 2012 12:54 pm


Trick or treat? You will die!

I don't care if it takes all night
'Cause there's bad blood
Pumping in your veins
It's alright


Assistir o pavor de Camille fora uma das melhores sensações da noite para Mikhail. A vampira entrou em total desespero e acabou por deixar a pista de dança desnorteada, aumentando ainda mais a satisfação de seu sádico criador. Mikhail pensou em segui-la, mas toda a graça de fazer-lhe outras surpresas se perderia caso aparecesse para Camille. – Mylla, Mylla... – Jogou a capa para frente, cobrindo quase o corpo todo enquanto ria baixo focado agora em outras pessoas. – Você ainda não experimentou nada do que é ter medo de mim. – Girou a bengala entre os dedos com extrema agilidade sem desviar o olhar de uma jovem em particular. Estava vestida com uma capa vermelha, era muito bonita e chamava a atenção de grande parte dos convidados, principalmente do sexo masculino. Quase pode perceber de cara que se tratava de uma bruxa, e uma bruxa das trevas, poderosa, esbanjando feminilidade. Cogitou a possibilidade de conversar com a tal bruxa, expandir seu circulo de “amizades” em Mystic Falls, conseguir aliados para finalizar logo seus planos e voltar para Moscou. Parou imediatamente de girar a bengala quando teve noção de seu pensamento, a vida de Mikhail era bolar planos para acabar com a existência de Camille, depois que fizesse isso, não havia mais nada para ser feito além de algumas mortes necessárias. Qual seria o foco do vampiro quando seu maior desejo se transformasse em realidade? Não teria mais um objetivo, não seria mais tão certo do que queria. Balançou a cabeça num gesto sutil para espantar os pensamentos humanamente idiotas e sorriu torto, avançando em direção às pessoas que dançavam com seus copos de bebidas. Estava prestes a puxar uma jovem para perto – a fim de se alimentar, é claro – mas, a batida frenética de um coração chamou a atenção do vampiro. O coração parecia estar dentro de sua cabeça e o medo quase o atingiu como uma pedrada. Lembrou-se imediatamente da boneca que possuía o sangue de Mikhail em suas veias, a garota Bulkövsky filha de John, o bruxo manipulador de água que deixara uma dívida impagável para a filha.

Mikhail empurrou algumas pessoas para que conseguisse espaço e correu, uma corrida humana e discreta, mas correu, seguindo as batidas do coração da garota. Passou pelas portas que dava acesso aos corredores e só quando as fechou atrás de si correu em sua velocidade sobre-humana. Não podia perder a garota, que parecia tão íntima de Jessica e mais que isso, John era um bruxo, as possibilidades de sua filha ter herdados os mesmos poderes era gigantesca, e Mikhail torcia por isso, desejava uma bruxa ao seu lado e uma divida de sangue precisava ser cobrada. Freou a corrida antes de virar o corredor, ouvindo a conversa entre dois rapazes. A dúvida entre apenas ouvir e acabar com a reunião o fez sorrir sadicamente, contornando o corredor em passos calmos, quase uma dança maligna de um ser demoníaco. O silencio se instalou no corredor diante de sua forte presença e como um legítimo cavalheiro do século XIV, Mikhail retirou a cartola e reverenciou a todos, erguendo os olhos para apreciar da expressão amedrontada de cada um enquanto colocava-a de volta na cabeça. – Como vocês começam uma festa particular sem nem ao menos convidar a mim? – Levou a mão até o peito, fazendo-se de ofendido, mas desmanchou-se em uma risada longa e alta.

Alguns poderiam dizer que era o próprio demônio em carne e osso. Mikhail virou o rosto em direção ao rapaz moreno, familiar para o vampiro, mas notou que estava terrivelmente diferente. O cheiro, a expressão e até mesmo o ódio que esvaia de seu olhar... Um híbrido. – Ora, ora, ora se não meu antigo amigo Michael. – Sorriu para o rapaz, fazendo um breve gesto com a cabeça, como um cumprimento educado, só então se virou para a boneca acompanhada de um humano. Ambos faziam o casal perfeito de uma animação de Tim Burton. – Você tem os olhos de seu pai, Evalina. – Fixou seu olhar na garota, abrindo um sorriso repleto de escárnio e sadismo, lembrando-se de John chamar pela filha enquanto dormia. – Não é mesmo Michael? Ela não tem os olhos de vidro do pai? – Avançou a distancia que os separava e empurrou o humano para o lado, fazendo-o chocar-se contra as portas dos armários. O rapaz conseguiu se equilibrar, mas sentiu as dores de quando as costas foram de encontro com o aço cinzento, já que gemeu encolhendo-se de dor. Segurou o rosto pintado de Evalina com cuidado e sorriu ainda mais. – Será que tem os cabelos de sua mãe? – Sussurrou, fazendo-o seu hálito gelado chocar-se contra a bochecha da jovem. Mas, afastou-se quando notou que poderia perder o controle e estraçalhar o pescoço delicado da garota que tinha um cheiro maravilhoso, observou o humano idiota aproximar-se novamente de sua namorada, sendo mais idiota ainda ao achar que poderia protegê-la. Mikhail soltou a respiração pela boca e cruzou os braços, um pouco entediado. Virou o corpo e caminhou para perto do híbrido, observando-o mais minuciosamente. Mas, logo seus olhos voltaram a focar a filha de John, divertindo-se com a cena romântica entre Jack e Sally. – Ah, Evalina... Ou posso chamá-la de Eva, como John? – Ergueu as sobrancelhas, curioso, sentindo agora o cheiro humano do namorado da garota chamar-lhe a atenção também. – Somos íntimos, vou chamá-la de Eva. – Riu baixo, o escárnio transbordando do som de sua risada. – Sua amiga, Jessica... – Fechou os olhos e lambeu os lábios, provocando-a. – Huum, é deliciosa. – Quando abriu os olhos, já não eram mais azuis, o vermelho vivo destacava-se assim como as pequenas veias ao redor de suas pálpebras, os caninos despontaram entre o sorriso assassino estampado em seu rosto. – Normalmente, bruxas tem um gosto excepcional! – A voz era firme e baixa, faria qualquer um arrepiar-se de medo.



vestindo: isso
escutando: Apocalyptica Feat. Corey Taylor - I'm Not Jesus
postando com: Camille, Eva, William, Michael e Jessica
notas: carro
thanks, baby doll @ EDVTF
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ashley Langdon

avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 03/05/2012
Idade : 27
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sab Out 20, 2012 4:36 pm



This is Halloween

In this town,we call home,everyone hail to the pumpking song



Depois que eu perguntei a Elijah quem era o sujeito que estava fantasiadso de Loki,ele olhou em volta e me disse que era o irmão dele,Niklaus.Nossa,e eu jurava que ele era filho único.Fiz piada disso,rindo um pouco:
-Nossa,que triste ter um irmão.Eu tenho um irmão mais velho também,mas ele mora longe.Imagino como deve ser difícil pra quem tem tipo seis irmãos ou mais.Dividir atenção,roupa,comida,material escolar,livros,tudo isso.-eu falei,tentando ser divertida,mas sem forçar,pra ver se eu conseguia arrancar alguma risada do Elijah,nem que fosse uma risada bem pequenininha.Enfim,depois de muita conversa,eu e Elijah fomos dançar um pouco e ainda conversavamos um pouco mais durante a dança.
Estava tudo muito bem,até a hora em que ele me chamou para irmos a outra parte do Salão.Eu fui e quando senti que estava tudo estranho,eu perguntei a ele:
-Tudo bem,Sr.Mikaelson.O que quer?-perguntei,um pouco receosa do que Elijah iria me dizer,ou pior,fazer comigo.




Post: #001.

Place: Robert E.Lee High School(Festa de Halloween)

Taggs: Elijah,Klaus

Notes: Inspirado na música This is Halloween, de The Nightmare Before Christmas.

Template por +Lia at Ops
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sab Out 20, 2012 5:53 pm




Peek-A-Boo! You'll be Dead Soon




Minha cabeça ainda latejava, enquanto eu me esgueirava entre as pessoas na pista de dança. A música alta, os risos e as vozes, misturavam-se, deixando-me ainda mais perturbada. Parei no meio do caminho, olhando para os lados, deixando que minhas mãos massageassem as têmporas ao mesmo tempo em que tentava me concentrar em Jessica, mas era vão. A dor que o bruxo havia me causado, tinha afetado a minha percepção, então estava difícil me fixar em alguma coisa. Tive vontade de gritar para que todos se calassem e me deixassem pensar. Era como se um milhão de vozes e sons diferentes estivessem bombardeando a minha mente de uma só vez. Eu não conseguia manter o foco em nada. Como encontraria a garota, estando daquele jeito? - Hunter, você precisa me ajudar. Não vou conseguir encontrá-la no meio desse tumúlto. Me dê pelo menos uma dica de onde a Jessica está. Hunter! - Gritei, mas ele não respondia, nem ao menos estava por perto. O bruxo não iria me ajudar, então eu teria que me virar sozinha. - Maldito! - Rosnei baixinho e segui andando, às vezes empurrando algumas pessoas que estavam em meu caminho. Eu já estava cansada daquela festa, daquele lugar e de toda aquela situação. Sem esquecer daquele bruxo inútil, claro. Cada palavra dele soava como uma armadilha, e eu tinha certeza de que estava prestes a cair em mais uma. Se ele ainda estivesse vivo e eu tivesse uma boa chance, pode ter certeza de que eu não hesitaria em matá-lo da maneira mais dolorosa possível. Mas por hora, eu precisava me concentrar apenas em uma única pessoa, Jessica!

Passei pela mesa de bebidas e me servi rapidamente de um copo de whisky, engolindo tudo de uma só vez e fazendo uma careta ao sentir o gosto estranho, porém um tanto familiar. - Urgh! Verbena... - Murmurei, enquanto deixava o copo sobre a mesa. Em uma coisa eu precisava ser grata a Mikhail, já que devido as suas punições com verbena, agora eu era resistente a erva. Então, pelo menos nessa parte eu não teria problemas. Afastei-me da mesa - onde aliás, já parecia estar acontecendo uma bela confusão - e segui caminho em direção à saida. Tentei me concentrar em Jessica, mais uma vez, mas ainda estava difícil manter o foco. Aquilo não iria dar certo e eu ainda me sentia abalada pela brincadeira de mal gosto de Hunter. Onde já se viu? Ficar fingindo que meu criador voltou só para me assustar. Nesse exato momento, meus olhos encontraram Thomas. O vampiro ainda estava no mesmo canto, divertindo-se com a loira Krueger. Por um instante, cogitei a ideia de ir até lá e lhe pedir ajuda, mas não seria justo envolvê-lo em minhas confusões. Além disso, que garantia eu tinha de que Thomas se prestaria a me ajudar? Ele não me devia nenhum favor, e apesar de termos caçado juntos, isso não queria dizer que éramos grandes amigos, ou de que confiássemos um no outro. - Não seja estúpida, Camille. Não pode fazer tudo sozinha, precisa de ajuda. - Xinguei a mim mesma, soltando um suspiro irritado. Seria tão ruim assim ter pelo menos um aliado? Se Thomas estivesse ao meu lado, pelo menos eu teria como saber se posso ou não confiar nele. Sendo assim, dei de ombros e resolvi arriscar.

Eu estava nervosa, mas tentei manter a calma, enquanto me aproximava do casal. Infelizmente, acabei abordando o vampiro de forma um tanto desesperada, quase me jogando em sua frente. - Thomas... Oi... - Eu disse torcendo os dedos e dando um sorriso torto. A coisa não estava saindo como eu queria, além disso, notei que a loira sexy e vestida de Krueger, na verdade, era uma vampira. Isso explicava muita coisa, mas eu não estava interessada nos romances do Thomas. - É... Será que pode nos dar licença um instantinho? Eu já devolvo ele pra você. Ah! E a propósito, sou Camille e a sua fantasia é fantástica, adorei as garras. - Eu falava feito uma metralhadora em disparo total, já puxando Thomas pelo braço, enquanto me explicava com a vampira. Arrastei o vampiro para um canto onde a loira pudesse nos ver, ao mesmo tempo em que pensava em um jeito de pedir ajuda. - Bom... Ok! Não tem outro jeito de eu fazer isso. Thomas... eu preciso te pedir um favor enorme, mas você não pode me fazer nenhuma pergunta, certo? Acredite, quanto menos você souber, melhor pra você. - Eu disse revirando os olhos de um jeito engraçado. Estava trêmula e ainda sentia aquela sensação horrível de que Mikhail me rondava feito a própria morte, mas eu sabia que era só uma impressão estúpida por causa da brincadeira idiota do bruxo.


- Preciso encontrar uma pessoa, na verdade, uma garota, mas não estou me sentindo muito bem e não consegui achá-la. Achei que talvez você pudesse usar seus sentidos apurados para me dizer se ela ainda está aqui. Só tem uma coisinha... Vai precisar do meu sangue para detectá-la. - Eu estava totalmente sem graça, além disso, me sentia muito vulnerável. Pior! Eu me sentia vulnerável na frente do Thomas e não queria isso, não suportava me sentir assim. Eu tinha a sensação de que alguém me vigiava, ou de que estava em perigo, mas algo insistia em me dizer que aquilo não tinha nada a ver com o pai de Jessica. - Pode me ajudar, Thomas? Por favor... Prometo que quando precisar de mim, terá a minha ajuda também. - Eu estava sendo sincera e havia aflição em minhas palavras. - Tad, diogelu Eva rhag pob drwg. Nid oes gennyf unrhyw hawl i ofyn hyn, ond ddiogelu, a hefyd i'r bobl sy'n cyd-fynd. Peidiwch â gadael i unrhyw beth brifo hi, os gwelwch yn dda... - Murmurei, de repente. Fiquei surpresa com o que havia acabado de dizer, afinal eu não falava galês, mas conseguia entender perfeitamente o que tinha dito. Porém, apesar daquelas palavras terem saído de minha boca, eu sabia que elas vinham de outra pessoa. - Eva? Quem é Eva? - Pensei em voz alta, encarando Thomas com uma expressão de total espanto.













Tags: Mikhail, Thomas, Jessica, Hanna e Eva Costume: Here Car Soundtrack: Stabbing Westward - Save Yourself

Thanks THE FOX! DO OOPS! e Flying Away from TDN pelo template!


Voltar ao Topo Ir em baixo
-----



Mensagens : 1294
Data de inscrição : 27/01/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Sab Out 20, 2012 11:27 pm



Mia Rinaldi





Não negava o fato de que sentia falta de Prim, eu não poderia falar não para ela. O que seria de mim sem ela agora? Pensei inúmeras vezes em voltar para casa, mas não podia. Algo me ligava aqui, ou melhor dizendo, alguém.
Aqui era o meu lar. Continuei a minha vida, porém não estava tão feliz. A única felicidade era John e felizmente parecia que a fera tinha se acalmado, mas eu ainda sabia que lá no fundo ela estava adormecida e logo iria querer sair. Eu sempre evitava falar com alguém sobre Prim. Não queria demonstrar fraqueza ou dor, sim, era dor o que sentia. A mesma dor que meu pai provocou ao levá-la com ele, a mesma dor quando ambos foram embora.

Respirei fundo, estava sem vontade de ir a essa festa. Halloween nunca foi minha data predileta. Entrei no salão que estava movimentado, não reconhecia ninguém ali presente. Todos estavam com fantasias, alguns estavam assustadores e outros angelicais. Sorri e adentrei mais a fundo. Nunca fui boa de dança, apenas fiquei em um canto, num lugar vazio.






Thanks, Dricca - Terra de Ninguém

Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanna McConnell Whiteley

avatar

Mensagens : 226
Data de inscrição : 06/06/2012
Idade : 23
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 11:29 am




I'll be your worst nightmare, bitch!


Quanto mais Thomas falava aquelas coisas, mais nervosa eu ficava. Sentia uma imensa, uma incontrolável vontade de partir sua cabeça ao meio. Mas, também era inegável a forma como ele conseguia me deixar sem forças para reagir. Ao sentir sua língua passear pelo lóbulo da minha orelha, os cabelos de minha nuca se arrepiaram, fazendo-me apertar os ombros do vampiro. “Por que está fazendo isso comigo?”, eu tentei abrir a boca para perguntar, mas a frase ficou entalada, saiu apenas um gemido baixo enquanto eu tentava, sem sucesso, afastá-lo de mim. Os beijos no pescoço eram extremamente torturantes, e talvez, por saber que estava torturando-me é que ele fez pior. Uniu nossos corpos, pressionando seu tórax contra meus seios, fazendo-me soltar a respiração pela boca de uma só vez, os olhos arregalados de surpresa, fitando-o com desprezo e medo. – Por que tão séria meu amor? Isso não é romântico? Você sempre sonhou com isso, um amor eterno. Me contou seus sonhos naquela nossa noite de sexo dentro do carro e a maioria deles incluía um homem para fazê-la feliz. – A frase foi o suficiente para despertar meu demônio enterrado no íntimo de meu coração. Remoer a noite de minha transformação era doloroso demais para se suportar toda vez que Thomas aparecesse para me assombrar. – Cala a boca! – Murmurei entre os dentes que eram apertados uns contra os outros, fitando-o com ódio diluído nos olhos. – Tenho saudades do seu corpo. – Esticou os dedos em direção aos meus seios que subiam e desciam devido a respiração acelerada, mas felizmente os deteve antes que perdesse as duas mãos pelo atrevimento.

O vampiro rodou-me como um dançarino experiente e uniu nossos corpos novamente, sorrindo com escárnio, tão típico! Mas, era inegável nossa sintonia naquela dança sensual, dançávamos muito bem, passos firmes e perfeitos. – Podemos fazer amor se quiser, os banheiros ficam nos fundos. E temos meu carro, minha casa também... – Encrespei os lábios com força para o lado esquerdo, usando o salto de minha bota para pisar com força sobre os dedinhos de Thomas. – Já disse para calar a boca! – Sussurrei perto de seu ouvido, estampando um sorriso falso no rosto. – Ou enterrarei essas garras nos seus olhos, vampiro filho da mãe! – Afastei-me e sorri um pouco mais, tentando me afastar daquela dança que estava se tornando insuportável a cada segundo que passava. Talvez, por sorte do destino, uma forte presença feminina vindo de uma vampira deixou Thomas tenso demais para continuar dançando. A ruiva quase meteu-se entre nós dois, parecia desesperada ou nervosa. E parecia também conhecer meu criador. – Thomas... Oi... – Uni as sobrancelhas, contendo um riso que quis escapar. A vampira era linda e conhecia Thomas, eles poderiam ser felizes para sempre e deixar-me em paz! – Oi... – Falei baixo, duvidando que Poison Ivy estivesse escutando. – É... Será que pode nos dar licença um instantinho? Eu já devolvo ele pra você. Ah! E a propósito, sou Camille e a sua fantasia é fantástica, adorei as garras. – A vampira falava mito rápido, torcia os dedos com força, realmente estava nervosa e precisava de Thomas. Assenti com a cabeça, ainda sem entender direito o porquê daquilo tudo. – Pode ficar com ele pra você, Deus me livre! – Fiz um sinal com a mão para que ambos se afastassem, suspirando aliviada. – Ah, obrigada pelo elogio Camille, sou Hanna. E também adorei sua fantasia. – Lancei uma piscadela para a vampira e aproveitei-me da distração de Thomas para afastar-me de ambos.

Passei rapidamente pelo monte de pessoas que dançavam, chegando finalmente no corredor dos banheiros. Não hesitei em entrar no banheiro feminino. Havia somente uma garota retocando o batom no espelho, o que deixou-me mais a vontade para respirar em paz, longe nos olhos de Thomas para me atormentar. A garota que se olhava no espelho saiu do banheiro, deixando-me sozinha com meu reflexo. A maquiagem ainda estava impecável, mas por dentro, novamente eu encontrava-me abalada, quase destruída. Os encontros com meu criador seriam sempre assim? Ele sempre me encontraria? Eu jamais teria paz? Abaixei a cabeça, apoiando as mãos na beirada da pia quando soluços baixinhos chamaram minha atenção. Estava preocupada demais comigo mesma que nem notara a presença de outra garota em uma das cabines. Girei o corpo fitando a única porta fechada, tentando reconhecer o cheiro, mas qualquer perfume humano estava sendo mascarado pelo forte odor de ponche mesclado com verbena. Abri a porta do banheiro com um chute, temendo ser alguém com intenções assassinas, mas me deparei com Jessica, encolhida no chão, chorando, toda úmida e trêmula. – Jess... – Abaixei-me ao seu lado, preocupada, afagando seus cabelos para que cessasse o choro. – Ei, calma. O que houve? Não, espera! Vamos sair daqui. Você precisa tomar um ar. – Levantei-me puxando com cuidado a bruxa para cima, passando meu braço direito por suas costas para ajudá-la a caminhar. Saímos dos banheiros e usamos a porta dos fundos para sair do colégio, alguns metros caminhando no escuro e chegamos ao campo onde deveriam ocorrer os jogos internos dos alunos. Sentei Jessica com cuidado na arquibancada, olhando-a com pena, não parecia estar bêbada, preocupada e assustada sim, bêbada não. – Jessica, o que aconteceu? Tem certeza que já seu recuperou do acidente? Eu... fiquei sabendo... – Sentei-me ao seu lado, observando sua expressão enquanto esperava pela resposta.


Tags: Jessica, Thomas, Camille Wearing: costume Notes: Apocalyptica - "End of Me" (ft. Gavin Rossdale of Bush)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eva Bulkövsky

avatar

Mensagens : 895
Data de inscrição : 06/06/2012
Idade : 24
Localização : Glasgow

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 4:35 pm



All the black inside me is slowly seeping from the bone

Everything i cherish is slowly dying or it's gone. Little shaken babies and drunkhards seem to all agree. Once the show gets started it's bound to be a sight to see.



Estava sendo estúpida e sabia disso, sua vida sempre fora assim, uma grande tragédia salpicada de curtos momentos de felicidade. Era só uma questão de tempo até que Will fosse arrancado de sua vida para sempre, levando todo o calor com ele, como tantos fizeram no passado. Uma bruxa esperta daria as costas, se esconderia atrás de sua couraça, onde o rei da abóbora não seria capaz de amolecer seu coração. Só assim podia ser forte o bastante para sobreviver. Mas então ele a estava puxando outra vez para um abraço, decidido a não deixá-la ser engolida pelo frio. – Eva – ele sussurrava, e ela cedia como uma boneca de panos, abraçando-o de volta. Will não via o desastre natural que tinha em mãos, não percebia que Eva era só destroços, cacos, farrapos. Restos da garota que poderia ter sido. Envolvida por seu calor, era quase como se estivesse inteira e a bruxa gostava disso. Um súbito arrepio subiu por sua espinha, espantando o conforto que Will trazia, fazendo com que cada músculo de seu corpo fosse encharcado por uma tensão terrível. Sabia que o hibrido estava por perto muito antes do humano puxá-la para trás, colocando-se a sua frente para protegê-la quando a voz de Michael quebrou o silencio. - Não acredito... – ele disse, falsamente comovido. – A bruxinha resolveu se apaixonar? Tsc, poxa, estraguei o momento então... – Eva levantou os olhos para encará-lo por cima dos ombros de Will, estava a poucos metros de distancia, encostado em um dos armários.

Tinha se esquecido dele, de Henri e Hanna e todo o resto. Jason, Jessica... Até Mikhail não parecia existir naquele canto escuro, surpreendentemente aconchegante. Mas existiam, e agora os fantasmas voltariam para assombrá-la. - Bem, farei assim, vou contar até um e você vem comigo, se não destruo seu namoradinho em pedacinhos, mas um aviso! – ele sorrira, deixando expostos os novos caninos e o olhar demoníaco. - Se ousar atacar uma de suas magias para cima de mim, irei matar isso que você chama de "querido" além de transforma-lo em um aperitivo para minha pessoa. – a bruxa cerrou os punhos, quase desejando que Michael pulasse logo sobre ela para que lhe ensinasse uma boa lição. Truques, sim.... Truques de sangue. Ia arrebentá-lo de dentro para fora se ousasse se aproximar de Will. - Você não vai! - o humano exclamara, com um desespero oculto na voz. - Deixe que me mate, ou tente, não vou simplesmente... Te deixar ir – estava decidido e uma espécie de pânico se acomodou no peito de Eva, temendo que Will tentasse algo imprudente. Jamais se perdoaria se ele acabasse se machucando. – O que quer com ela? – ele se voltou para Michael, erguendo o queixo, corajoso e imponente. Estava condenado. Eva o havia condenado, em cada beijo e abraço. O colar em seu pescoço parecia sufocá-la, congelando seu peito, ao invés de aquecê-lo.

Eva engoliu seco, apertando a mão de Will – Só minha cabeça numa bandeja de prata – Eva sussurrara, sombria e fria, sem tirar os olhos de Michael. Não havia emoção em sua voz.– Acertei? – a bruxa o desafiava pronta para explodir a cabeça do maldito, alerta a qualquer sombra de movimento. Não queria que Will a visse daquela forma, tão insensível e brutal, mas Michael parecia trazer a tona o que havia de pior em Eva. A bruxa fixara seus olhos de vidro nos azuis profundos do hibrido, pronta para afastar a barreira protetora de Will e fazer com que Michael se afogasse no próprio sangue. Teria feito, o teria matado de bom grado, quando uma nova presença fez com que tudo desmoronasse. Passos. Eva ouvira passos, e por alguns milésimos de segundo, ninguém se moveu. A figura surgiu no canto do corredor, ao vivo e em cores, arrastando o espírito de Eva para o chão, simplesmente por estar ali. - Como vocês começam uma festa particular sem nem ao menos convidar a mim? – a voz de Mikhail soava quase ofendida, antes de se desmanchar em uma terrível gargalhada. Ele executava uma dança demoníaca, aproximando-se com passos suaves, sem nunca olhá-la nos olhos. Fitando Michael e abrindo mais um sorriso – Ora, ora, ora se não é meu antigo amigo Michael. – cumprimentou, deixando que Eva sufocasse no silencio por mais algum tempo, até seus olhos faiscarem em sua direção. Nada poderia ter lhe preparado para aquele vão momento, Mikhail era um abismo e quando ela o encarava, ele a encarava de volta. Nenhum pesadelo ou memória conseguia ser mais terrível. - Você tem os olhos de seu pai, Evalina. - disse, simplesmente, abrindo um sorriso preenchido por puro sadismo. - Não é mesmo Michael? Ela não tem os olhos de vidro do pai? - A cor fugira do rosto de Eva, parecia haver algo naquele espaço vazio entre ela e o vampiro que os conectava, como se pudesse ouvir o coração do homem batendo em seu próprio peito. Ele não tem coração, lembrou-se. E nem você.

Ele se aproximara, atirando Will contra a fileira de armários ao lado, tomando seu lugar á frente da garota, puxando seu rosto, quase com ternura. – Será que tem os cabelos de sua mãe? – a pergunta bateu contra seu rosto, acompanhada do hálito gelado do predador. Abriu a boca, esperando que algum som saísse, mas não conseguia falar, mal conseguia se mover. A presença do vampiro esmagava Eva contra o chão, destruindo seu coração em pedaços. Estava tremendo, mas não sabia dizer se era ódio ou medo. Will estava se aproximando, agora que o vampiro se afastara, mas seu aperto quente quando a puxou para perto não foi nada perante ao gelo que crescia em Eva. - Ah, Evalina... Ou posso chamá-la de Eva, como John? - continuara Mikhail, já não esperando resposta de Sally, que se tornara pequena e muda à sua sombra. - Somos íntimos, vou chamá-la de Eva. – disse. - Sua amiga, Jessica... Huum, é deliciosa. Normalmente, bruxas tem um gosto excepcional! – sussurrou, provocando-a. Foi quando o vento bateu, balançando seus falsos cabelos ruivos e sussurrando em seus ouvidos - Tad, diogelu Eva rhag pob drwg. Nid oes gennyf unrhyw hawl i ofyn hyn, ond ddiogelu, a hefyd i'r bobl sy'n cyd-fynd. Peidiwch â gadael i unrhyw beth brifo hi, os gwelwch yn dda... – Eva fechou os olhos, boiando na calma que as palavras traziam. – Intimos... – a bruxa repetiu, encontrando sua voz de alguma forma, sem encará-lo. havia tanto preso em seu peito, dezenove anos de sofrimento, dezenove anos de ódio, xingamentos, perguntas, queria saber onde estava seu pai, o que o vampiro tinha feito com ele, se estava ao menos vivo e tudo o que conseguia fazer era repetir palavras como um papagaio. Um bebedouro velho vazava água à alguns metros de distancia, formando uma poça no chão, cada gota derramada parecia uma pequena tsunami em seus ouvidos – Acabou com minha vida... – a voz era baixa, como um sussurro. Não precisava olhar para saber que a água tomava forma, mais uma serpente que ia, silenciosa, deslisando pelo chão, aumentando de tamanho aos poucos – e somos íntimos. – Levantou os olhos para Mikhail, finalmente percebendo sua expressão demoníaca, com olhos vermelhos e veias expostas. – Pode me chamar de inferno – sussurrou, encarando-o com o queixo erguido enquanto apertava a mão de Will. – Seu inferno. – não havia emoção alguma naquelas palavras, nem raiva, nem medo, nem calor, nem frio. Era uma promessa e pretendia viver para cumpri-la. – ymosod ar – a serpente atacou, agarrando a perna de Michael, que assistia a cena de longe, e trazendo-o para o chão, perfurando sua pele com suas presas de gelo, de novo e de novo, em um aperto de ferro. – mae'n llyngyr iâ bwrw glaw – voltou a sussurrar, apertando a mão de Will com mais força ao fazer o bebedouro explodir, jorrando água para todos os lados.

A fonte se transformou em uma chuva de gelo, feita por pingentes afiados que choviam sobre o hibrido e o vampiro sádico. A ultima coisa que vira fora a serpente, se duplicando para que atacasse os dois ao mesmo tempo e o sangue no chão. O mesmo sangue que a salvara dezenove anos atrás. Correu com Will na direção aposta o mais rápido que pode, tentando tirar o maior proveito daquela vantagem, as serpentes encantadas continuavam com o truque, mas a bruxa sabia que não seriam o suficiente. Por algum tempo, ouviram apenas as respirações pesadas e as passadas rápidas, numa corrida desesperada. Por mais que tentasse, não conseguia encontrar uma saída naquele labirinto de corredores. Sua mão continuava firme no aperto de Will, mas quando chegaram a uma bifurcação do corredor, a bruxa parou, ofegante, ponderando suas opções. – Precisa ir – disse, percebendo a verdade naquelas palavras. Não tinham a mínima chance de chegar à saída antes que Michael e Mikhail os alcançasse. Virou-se para Will, pronta para calar qualquer argumento do garoto. – Precisa encontrar Jessica. – disse firme, não aceitaria não como resposta. Puxou sua faca escondida dentro da bota e meteu-a na mão do rapaz. Puxando-o para um beijo rápido e desesperado – Vou estar bem atrás – prometeu, afastando-se, assistindo enquanto ele corria em direção à saída. A respiração de Eva era pesada, mas agora que tinha começado aquela bagunça, não parecia querer voltar atrás. Virou-se para o corredor, depois de ver William desaparecer e esperou pelo que quer que viesse. A adrenalina fazendo seu coração bater forte.


tagged: Mikhail. William. Jessica. Michael. Hanna. Henri. Jason. soundtrack: Kings Of Leon - Pyro vestindo: Ta na ass

Voltar ao Topo Ir em baixo
Thomas Heatherton

avatar

Mensagens : 122
Data de inscrição : 14/08/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 5:25 pm

Why so serious?




Hanna com suas mil respostas prontas e sorrisos sarcásticos estava começando a esquentar as coisas, Thomas, mais do que qualquer outra pessoa, adorava desafios, e para ele mulheres com personalidade forte como a de sua cria, eram as melhores. Continuaram dançando como se fossem os únicos na festa, mas presença de Camille fez o corpo do vampiro enrijecer-se, sentia que algo estava errado, só não sabia se queria se meter entre as maluquices de sua amiga venenosa. – É... Será que pode nos dar licença um instantinho? Eu já devolvo ele pra você. Ah! E a propósito, sou Camille e a sua fantasia é fantástica, adorei as garras. – A ruiva meteu-se entre Thomas e Hanna, arrancando um suspiro de desgosto por parte do vampiro, no instante em que fora puxado para longe da loira, pensou que seria mais uma brincadeirinha de Camille, porém, quando a olhou nos olhos, viu que era algo muito mais grave que somente uma coisa boba. Deixou que a vampira falasse, esperou pacientemente pela bomba que seria jogada sobre ele. – Bom... Ok! Não tem outro jeito de eu fazer isso. Thomas... eu preciso te pedir um favor enorme, mas você não pode me fazer nenhuma pergunta, certo? Acredite, quanto menos você souber, melhor pra você. – Camille falara, revirando os olhos, visivelmente nervosa e incomodada com algo. Uniu as sobrancelhas, analisando a expressão da ruiva quando notou sua cria afastar-se como uma felina, embrenhando-se na floresta de pessoas com rapidez, sumindo pelas portas que davam acesso aos banheiros e a área externa escolar.

Voltou seu olhar para Camille, um pouco entediado com o papo de ajuda, até que as palavras metralhadas em seguida tiraram a cor do rosto de Thomas por trás da maquiagem do Rei do Caos. – Preciso encontrar uma pessoa, na verdade, uma garota, mas não estou me sentindo muito bem e não consegui achá-la. Achei que talvez você pudesse usar seus sentidos apurados para me dizer se ela ainda está aqui. Só tem uma coisinha... Vai precisar do meu sangue para detectá-la. – As mãos do vampiro penderam ao lado de seu corpo, sem reação. Havia bruxaria, se ele realmente precisava do sangue de Camille para localizar alguém, com toda a certeza havia magia e magia muito poderosa. – Troca de favores com bruxos, Camille? – Coçou o rosto, tentando parecer despreocupado, enquanto pensava se devia ajudá-la ou não. Suspirou, lembrando-se de Hanna por um segundo. Talvez, Camille com seu charme feminino conseguisse amansar a fera que Thomas criara há cinquenta anos. – Pode me ajudar, Thomas? Por favor... Prometo que quando precisar de mim, terá a minha ajuda também. – A vampira estava aflita, era verdade, algo estava muito errado e por mais que tentasse duvidar, Thomas via o quanto a ruiva estava sendo sincera. Abriu a boca para dar a resposta à Camille, mas algo o interrompeu. – Tad, diogelu Eva rhag pob drwg. Nid oes gennyf unrhyw hawl i ofyn hyn, ond ddiogelu, a hefyd i'r bobl sy'n cyd-fynd. Peidiwch â gadael i unrhyw beth brifo hi, os gwelwch yn dda... – As palavras em galês, pronunciadas pela vampira fez com que Thomas desse um passo para trás, olhando para os lados, um tanto preocupado. Camille parecia tão confusa quanto Thomas, e para completar a estranheza do momento, completou aquilo com uma pergunta sem sentido. – Eva? Quem é Eva? – O vampiro revirou os olhos bufando, jamais compreenderia Camille com sua mania peculiar de falar coisas estranhas.

Respirou fundo algumas vezes, sabendo que se arrependeria muito por estar embarcando naquela canoa furada com Camille. Agarrou o punho da vampira sem aviso prévio e enterrou os caninos com força em suas veias, sentindo o sangue escorrer por sua garganta. No mesmo instante em que recebeu o líquido da vampira, todo o seu ser fora coberto por um manto negro, um passado pesado, cheio de morte e magia. Afastou-se de Camille com um tropeção para trás, os lábios marcados com o sangue da amiga. Piscou freneticamente, estreitando os olhos para entender tudo o que sentia. Falta de ar, medo, nervosismo, o demônio estava por perto, e todas as coisas perversas que Thomas fizera em sua existência, não chegava nem aos pés do nome que martelava em sua cabeça. – Mikhail... – Sussurrou engasgado com o próprio ar, trêmulo, aproximou-se de Camille novamente, olhando-a nos olhos. Fora como estar dentro dos olhos de outra pessoa, via um vaso sanitário ao seu lado, divisões cinzentas de cabines usadas em banheiros, um par de Converse vermelho e o choro... – Jessica está no banheiro feminino! – Praticamente vomitou as palavras, tossindo várias vezes seguidas. Confuso e sufocado com a quantidade de informações que recebera ao provar do sangue de Camille, Thomas não se deu por vencido, agarrou a mão da ruiva e avançou entre a multidão, seguindo o caminho que dava para o banheiro feminino.



TAG: Hanna, Camille, Mikhail, Jessica MUSIC: Requiem For A Dream NOTES: carro

Thanks Karen @ Ops and FredKoob
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alex Sullyvan

avatar

Mensagens : 64
Data de inscrição : 23/09/2012
Idade : 30

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 7:33 pm




Happy Halloween



O bruxo ficou satisfeito com a descoberta, Michael parecia também contente de uma certa forma por saber que não estava mais sozinho, tudo estava nos conformes agora, poderia até serem mais próximos, mas o próprio preferiu ir com calma, então as falas do outro em relação a impedir algo ou atrapalhar seus planos não fizeram efeito, seria como um irmão mais velho cuidando do irmão mais novo, e assim firmou em sua cabeça que deixaria Michael a vontade, mas seguiria os passos dele sem ele perceber, se bem que sendo um híbrido isso seria muito difícil...
- Não se preocupe senhor "sou fodão", não irei atrapalha-lo...
Foi então que ele pegou sua máscara e a colocou, Alex fazia o mesmo, quando Michael se virou para ir ao corredor Alex apenas aguardou, após alguns minutos pessoas saiam correndo gritando desesperadas, balançou a cabeça negativamente e soltou um leve suspiro.
- Ai Michael, por isso você me disse aquilo né ?
Bem, teria que se acostumar, se aquele híbrido fez isso, era porque já tinha em mente algo ou estava em busca de algo, entrou em ação seguindo os passos do outro, viu ele sumir perante a multidão e logo retornar com uma roupa comum, estreitou os olhos e esperou ver seus próximos passos, ficou em aguardo dos próximos movimentos e acabou caindo em um corredor vazio, uma outra bruxa se mostrava presente e com um humano, eram namorados pelo visto, Michael fazia suas ameaças de forma que amedrontasse ela, mas Alex sabia que os bruxos tinham um ego praticamente infinito, gostavam de se mostrar maiores que os outros, não demorou muito os olhos do mesmo se arregalaram e sentiu um vampiro, como isso?
Michael havia se metido em alguma encrenca e das boas, ficou a uns metros afastado ouvindo a conversa áspera de ambos ali, sentiu que alguma coisa bem ruim estava para acontecer e foi ai que ficou prontificado a atacar quem fizesse mal ao seu irmão mais novo.

Citação :
– Ora, ora, ora se não é meu antigo amigo Michael.
Disse o vampiro, e ai mais um mistério fora resolvido, sim, Michael havia se metido com pessoas ruins, pior, ele fazia parte dessa trama...
Citação :
- Não é mesmo Michael? Ela não tem os olhos de vidro do pai?
Então esse era o trabalho de seu irmão, ele era caçado, fazia trabalho para os outros, pois bem, como havia dito ao seu irmão, não iria impedir ele de nada, apenas iria protegê-lo se caso estivesse sendo atacado.
Alguns minutos de conversa e foi então que um vento passou por seu rosto, alguma presença ajudava aquela bruxa, mas quem?
Logo então Alex percebeu que tinha um bebedouro próximo a ele, a água que gotejava repentinamente, eis que de repente a poça fora fazendo uma forma de serpente, ela ia indo em direção ao híbrido que não prestava a atenção em um ataque traidor, era ela, era a bruxa, a serpente estava pronta para atacar Michael e foi quando o bruxo entrou em ação...

- Oxygeni absorption.
Invocou o feitiço e assim a serpente de água se transformou em fumaça, o oxigênio dela havia desaparecido, eis que a bruxa se prestou em fazer uma explosão com o bebedouro, Alex se virou e novamente fazia seu feitiço..
-Extractionem aerem, existimamus invocare Deum ventorum potentiam tuam!
Novamente a água se tornava uma nuvem de fumaça, era o hidrogênio que ficava sem seu outro elemento químico. Alex olhou de forma mortal para Eva, o humano fugia, não importava, aquela bruxa ia pagar pelo ato de covardia..
Olhou para Michael e afirmou sua presença.

- Faça o que tem que ser feito! Estou aqui agora...
Sorriu de forma maliciosa e ficou a esperar as ordens de Michael.


Tagged: Michael Sullyvan, Eva Bulkövsky, William M. Jonnes, Mikhail Shevardnadze
Tag:Michael Sullyvan, Eva Bulkövsky, William M. Jonnes, Mikhail Shevardnadze.
Post: 006
Musica: Helena - My Chemical Romance
Roupa: Fantasia
Notas: Dupla Implacável.

thanks, baby doll at oops


[quote]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Michael Sullyvan
Hibrido
Hibrido
avatar

Mensagens : 437
Data de inscrição : 19/07/2012
Idade : 27
Localização : Anywere

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 8:25 pm

A NEW MASSACRE


Eva se manteve firme na posição, não teve palavras para expor seu ódio que era visível em seus olhos, como isso era prazeroso.. Michael continuou a mostrar seu sorriso maquiavélico então o estúpido humano teve a coragem, estúpida, mas teve de querer se manter como escudo humano.
- Deixe que me mate, ou tente, não vou simplesmente...
-Você sabe que isso não será problema nenhum para mim.
Se desencostou do armário e estalou os dedos, a face transformada mostrou que algo bem ruim estava pra acontecer com aquele verme insolente até que sua face voltou ao normal, sentiu uma presença forte e conhecida, eis que surge uma amigo de muito tempo atrás...
Mikhail, o vampiro que o colocou na vida de Eva estava presente ao local, um sorriso de satisfação surgiu em sua face, agora.
"Perfeito!"

-Como vocês começam uma festa particular sem nem ao menos convidar a mim?
Observou o vampiro levar a mão até o peito se sentindo ofendido com a falta de consideração de ambos ali, deu uma risadinha bem baixa e fitou o vampiro novamente.
- Ora, ora, ora se não meu antigo amigo Michael.
- À quanto tempo não é mesmo ? Lord Mikhail.
Desde do dia em que você me deu uma fama, nunca mais fui aquele medíocre lobo, e olha aonde acabei, me tornando um híbrido... Se não fosse pelo John e por Eva..
-Olhou para ela de forma bem divertida e debochada.-- Eu não me tornaria esse ser tão esplêndido.
Nesse momento ele se aproximou de Eva jogando o humano impertinente contra os armários, achou bem divertido ver aquela cena, o vampiro sabia como fazer uma chegada triunfal, sabia como deixar todos ali na expectativa..
Observava ele novamente soltar algumas alfinetadas contra Eva e novamente tornou a apontar para o próprio.

- Não é mesmo Michael? Ela não tem os olhos de vidro do pai?- Percebi isso desde o primeiro momento, quando ela me abortou na clareira da floresta, fiquei meio surpreso quando vi a semelhança..Sabia retribuir na altura, tudo estava ficando tão perfeito, a bruxa se sentia bem acoada naquele corredor, não tinha mais pra onde fugir, seria ali o acerto de contas, Michael soube fazer seu papel direitinho, ele sempre soube, sempre foi o melhor caçador da região norte-americana e sua fama ao se espalhar o fizera entrar naquela trama bem divertida, aliás, a melhor de todas...

A festa estava ficando cada vez melhor, tudo poderia estar indo aos conformes até que algo o deixou bem atento, ela focava seus olhos no estripador de forma corajosa, estava aprontando alguma coisa, eis que ela pode falar que na verdade o inferno era ela, então algo se aproximou de Michael quase o atacando de surpresa, mas o ataque fora falho, uma fumaça surgiu ao ar e dentre ela seu irmão aparecia de forma surpreendente.

- Sua...!
Seu irmão novamente fazia sua bruxaria e todo o local ficou meio nebuloso pelo fato da água não ter mais oxigênio, estava de forma gasosa, sua face novamente se tornou demoníaca, estava com sede de ódio, o híbrido interior havia despertado pelo fato de ter sido quase atacado descontraidamente. - Faça o que tem que ser feito! Estou aqui agora...
Disse seu irmão, aquilo foi uma perfeita ajuda, agora sabia que tinha com quem contar, sumiu na ultra agilidade e aparecia por trás de Eva, encravava seus dentes ao pescoço dele bebendo um pouco de seu sangue, não drenava tudo para que ela pudesse estar bem acordada para Mikhail, mas aproveitou o bastante para que uma parte de sua vingança estivesse feita. Largou ela deixando-a cair desnorteada ao chão, seus lábios estavam em tom rubro.
- Obrigado, irmão..
Olhou novamente para Eva e sorriu, se ela tentasse fazer algum feitiço estaria condenando a si mesmo, pois estava agora fraca demais para ousar fazer algo.
- Não esperava por essa, não é Evalina ? Finalmente acertaremos nossa conta...
Estava indisposta, estava fraca e bem atordoada, era dessa forma que ele queria deixa-la, agora não tinha mais como ela poder se mostrar forte, mesmo se ousasse seria em vão, ele era mais rápido e mais forte agora, só bastava ela tentar mais alguma coisa para fazê-la apagar, ainda mais com uma dupla bem interessante...


TAG:Alex, Eva, Mikhail and William| THEME: Sistem of a down - B.Y.O.B | NOTES:Olho por olho, vingança por vingança... |

TAG: HERE | WORDS: HERE | NOTES | ORANGE CARAMEL ! @ ATF
Voltar ao Topo Ir em baixo
William M. Jonnes

avatar

Mensagens : 162
Data de inscrição : 12/08/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 8:59 pm






THIS IS HALLOWEEN!

Hello dear, the angel from my nightmare. The shadow in the background of the morgue, the unsuspecting victim of darkness in the valley. We can live like Jack and Sally if we want. Where you can always find me and we'll have halloween on Christmas and in the night we'll wish this never ends. We'll wish this never ends.


As coisas aconteceram rápido demais. Quando me dei conta, não era somente o rapaz moreno lhe lançava ameaças à Eva, um homem alto, de pele pálida e cabelos claros avançou pelo corredor. Uma fantasia estranha, demorei a perceber que era Jack, o estripador. Meu corpo pulsava diante do medo e da raiva, tratavam Eva como se não passasse de uma mera pedra que podia ser chutada a qualquer hora e de qualquer forma, sem pensar sobre ferimentos ou sentimentos. Tentei impedir que o homem se aproximasse da bruxa, mas com uma extrema facilidade lançou-me para o lado, fazendo-me chocar as costas contra as portas dos armários. Consegui equilibrar o corpo antes de cair, mas a cartola não teve a mesma sorte, a fantasia do Rei da Abóbora estava se desfazendo aos poucos, eu não era rei, se fosse, jamais deixaria que Eva se machucasse, era um humano, sem poderes, sem habilidades, só carne e osso, cheio de defeitos e problemas. Balancei a cabeça e tudo rodou, não era normal alguém ter tanta força a não ser que... – Vampiro – Sussurrei para mim mesmo, fitando o homem que atendia pelo nome de Mikhail segurar o rosto de Eva e falar algo sobre seus cabelos e olhos. Caminhei na direção de ambos, mas Mikhail afastou-se, ficando ao lado do parceiro que devia chamar-se Michael. Nomes parecidos, quanta coincidência. Já estava ao lado de Eva quando pude analisar sua expressão. Nunca vira a bruxa daquela forma. Não consegui decifrá-la e tive medo, medo de perdê-la como nunca sentira antes. Perdido no bolo de palavras que Eva falava, estreitei os olhos, dividindo o olhar entre Sally e os outros esquisitos que nos observavam. Mikhail não tinha mais olhos azuis, estava como Hanna na noite do baile, os dentes arreganhados, os olhos vermelhos cheios de uma fúria inumana.

O aperto em minha mão foi forte, fazendo-me olhar de volta para Eva. – Acabou com minha vida e somos íntimos. Pode me chamar de inferno, seu inferno. – O aperto ficava cada vez mais forte, não compreendia de onde vinha tanta força, mas não fiz menção de soltar a mão da bruxa. O colar em meu pescoço pesava quilos naquele momento, mas o que eu sentia por Eva, era maior, era mais forte, não era? – ymosod ar – Só então notei a presença das serpentes de água que a bruxa manipulava tão bem, as mesmas serpentes que Eva usara para curar meus ferimentos no dia que nos encontramos no lago. Serpentes que me pareceram tranquilas a primeira vista, mas que atacaram furiosas os dois homens, principalmente Michael. – mae'n llyngyr iâ bwrw glaw – E Eva continuava, explodiu o bebedouro, porém a chuva que deveria ser de água, era na verdade estilhaços cortantes de gelo, ferindo tanto o vampiro quanto o outro rapaz, o que eu ainda não sabia o que era. Fitei o sangue espalhado pelo chão até que fui puxado para correr na direção oposta, segurando firme a mão de Eva, desejando apenas que todo aquele pesadelo tivesse um fim. O som dos gemidos de dor e da água deram espaço para os sons dos passos e da respiração, que ecoavam pelos corredores em que passávamos. Paramos em uma bifurcação, e eu já sabia o que Eva iria dizer. – Precisa ir – Falou sem me dar chances de não aceitar. – Precisa encontrar Jessica – Sua voz era firme, mas ainda sim, podia ver em seus olhos a dor de estar fazendo aquilo. Meu peito doeu, pensei que desabaria ali, mas ao contrário disso, segurei firmemente a faca que me fora entregue e retribui ao beijo rápido, aproveitando os últimos instantes em que meus lábios tocaram os de Eva. – Vou estar bem atrás – Sabia que não estaria, Eva não era do tipo de desistir das coisas.

Afastou-se de mim e acabei por fazer o mesmo, limpando com raiva as lágrimas que escorriam pelos cantos dos olhos, manchando toda a pintura do rosto que me transformava em um personagem de desenho. – Eu a amo... – Sussurrou para si mesmo, não tinha voz para fazer com que a frase ecoasse pelos corredores, Eva não escutaria também, ela não estava vindo atrás de mim. Apertei o cabo da faca entre os dedos enquanto corria o mais rápido para fora, chegando numa área descoberta, com escadas que davam para o campo de futebol, cercado por arquibancadas. Silhuetas femininas destacaram-se na escuridão e a voz de Hanna imediatamente fora reconhecida. A garota que estava com ela... Cabelos vermelhos... Jessica!




Tagged: Eva, Michael, Alex, Mikhail, Hanna e Jessica Wearing: Link Music: Christopher Young - Blackhearth Beat
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mikhail Shevardnadze

avatar

Mensagens : 73
Data de inscrição : 03/09/2012
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Dom Out 21, 2012 9:57 pm


Trick or treat? You will die!

I don't care if it takes all night
'Cause there's bad blood
Pumping in your veins
It's alright


Ver o estado de Eva deixou Mikhail em êxtase. Gostava de quando suas presas eram rebeldes e se pronunciavam. – Ah! Então você sabe falar! – Exclamou com escárnio, soltando uma risada longa e alta, fazendo o som ecoar pelos corredores vazios e mal iluminados. – Acabou com minha vida e somos íntimos. Pode me chamar de inferno, seu inferno. – A pequena boneca bruxa sussurra, despertando ainda mais a curiosidade de Mikhail, que estava ficando cada vez mais interessado na filha de seu antigo “amigo”, John. O vampiro estava tão concentrado em ter a bruxa em suas mãos que não se deu conta quando um vento estranho, provido de magia, balançou sua capa. Mas, aquilo não fazia diferença alguma. Sorriu torto ao notar a serpente de água que Eva manipulava com maestria. Suas sobrancelhas ergueram-se, mostrando o quanto estava surpreso. – Sabe fazer truques como o seu pai. Boa garota. – O tom baixo de voz era firme, assustaria qualquer um que estivesse na sua mira, assustaria qualquer pessoa esperta o suficiente para querer fugir na presença de Mikhail. Feitiços foram conjurados em seguida, fazendo a serpente de água atacar o híbrido, arrancando-lhe sangue ao abocanhar-lhe a perna. O vampiro virou o rosto para o rapaz, gostando de assistir a performance de Eva, mas detestando ter que assistir um híbrido ser ferido. Eram criaturas extremamente poderosas, não podiam simplesmente ser atacadas daquela forma, mas a linha de raciocínio do vampiro ia muito, muito além de qualquer pensamento humano, enquanto fitava o casal de personagens animados, traçava um plano perfeito. As atitudes que viriam a seguir eram tão previsíveis e idiotas, que Mikhail não se deu o trabalho de proteger-se da chuva de estilhaços de gelo. Os pequenos vidrinhos atingiram seu rosto, causando um corte ou outro, nada que o vampiro não conseguisse curar no mesmo instante.

Eva o humano correram como gazelas assustadas, sumindo era os muitos corredores, mas aquilo só estava deixando Mikhail ainda mais estimulado para uma caçada. – Eu adoro brincar! – Sussurrou para si mesmo, estampando sadismo em seu sorriso torto. Olhou brevemente para trás e notou a presença de outro bruxo, irmão de Michael. – Não podemos perder um ser como ele, cuide de seu irmão. Eu tenho um humano pra caçar. – Não eram ordens, um pedido educado feito com firmeza, não havia muito tempo para piadas e brincadeiras, Mikhail precisava ser rápido, direto, como sempre fora. Preparou o corpo, como se fosse atacar algo, e disparou numa corrida extremamente veloz pelos corredores, seguindo o cheiro humano do rapaz que acompanhava Eva. O vampiro era esperto demais para fazer exatamente o mesmo caminho, afinal, não queria preocupar a jovem bruxinha. Traçou um caminho diferente, porém o levou ao mesmo lugar que o humano, a entrada do campo do colégio. Escadas, gramado, pista de corrida... Nunca teve o prazer de estudar num colégio como aquele, seu ensino sempre aconteceu dentro de casa, o que o tornou ainda mais sociopata. Avistou o humano correndo na direção onde duas mulheres conversavam, não queria mais bagunça, gostava de ser discreto e chamar a atenção das moças seria extremamente complicado. Mikhail revirou os olhos e retirou com agilidade a capa e a cartola, deixando-as no chão, perto de seus pés, avançando novamente na mesma velocidade que usara nos corredores, alcançando o humano com facilidade. Agarrou-lhe o braço e o girou num movimento quase invisível, prendendo seu corpo ao chão com o seu pé posicionado no pescoço do rapaz, pronto para quebrá-lo. – Humanos são tão... fracos! Eva não sabe escolher os namorados. – Tratou a situação com tranquilidade, assobiando disperso enquanto espertava um pouco mais seu sapato contra os ossos de Jack Esqueleto. – Vamos contar até três e ai eu te apago... – Riu baixo, tombando a cabeça para o lado, tentando ver a expressão do rapaz. – Três! – Ergueu o pé com rapidez e acertou um chute perfeito na cabeça do humano, deixando-o inconsciente estirado no chão. Sentiu uma imensa vontade de rir, mas ao invés disso, ergueu o corpo no chão e o deitou sobre a capa caída há alguns metros de distância.

Voltou a olhar para as figuras femininas e imediatamente distinguiu Jessica de uma delas. – Mas é claro! Eva mandou você procurar pela bruxinha ruiva! Que estupidez... – Riu, dessa vez mais alto. Tomou impulso e saltou todos os degraus das escadas, caindo com os joelhos flexionados frente à frente com uma ruiva e uma loira. A bruxa Mikhail conhecia bem, já a loira... Linda, olhos azuis, fantasia de um de seus violões favoritos. – Boa noite, senhoritas. – Fez uma breve reverência antes de agarrar Jessica pelos pulsos e jogá-la sobre os ombros, como um saco de trigo. A bruxa gritou, acertando-lhe socos e chutes, nada fazia efeito, até que recebeu um soco mais forte que o normal, bem nas costelas. Soltou Jessica com tudo, que caiu de costas no chão, sua atenção agora estava focada na vampira. – Acho que quer brincar também, não é? – Sorriu satisfeito por nada estar sendo fácil demais. Gostava de desafios. A loira rosnou, arreganhando suas presas e mostrando seus olhos vermelhos como sangue, Mikhail fez o mesmo, mas não teve muito trabalho de desviar dos socos que eram direcionados a seu rosto, a loira não tinha mais de setenta anos como vampira, era visível, mas mesmo assim não deixava de ser divertido. Quando o punho da jovem veio novamente em sua direção, Mikhail o deteve no ar, torcendo-o até escutar o som delicioso do osso se partindo, em seguida foram os gritos de dor. – Grite mais! Grite bem alto! Vamos! – Seu olhar era doentio, cheio de prazer ao fazer a delicada vampira sentir dor, mas ainda não era o suficiente. Com um rápido movimento, empurrou o corpo da loira em direção aos degraus inferiores da arquibancada e assistiu, como se fosse uma opera, o despencar da vampira. Rolou por toda a arquibancada sem conseguir frear a queda, chocando-se contra as grades, destruindo-as, só parou de rolar quando chegou à pista de corrida. O corpo estava imóvel, talvez estivesse morta, mas Mikhail duvidava que uma pequena queda com aquela pudesse matar um vampiro. – Boa noite, senhorita. – Fez a mesma reverência de sempre e virou o corpo, fitando o local onde Jessica havia caído. A bruxa não estava lá. A cor do rosto de Mik sumiu por um instante, mas ele a pegaria de novo, nem que custasse a festa toda. – Jessica, onde você se escondeu? – Sussurrou quando cantando, subindo as escadas da arquibancada sem muita pressa, olhando para os lados na esperança de encontra à bruxa.



vestindo: isso
escutando: Celldweller - ShutEmDown
postando com: Camille, Eva, William, Michael, Jessica, Alex e Hanna
notas: carro
thanks, baby doll @ EDVTF
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jessica Craigdalle

avatar

Mensagens : 364
Data de inscrição : 26/08/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 4:05 am


Everything ends...
When the sun is perched at it's highest peek. As we walk in the dimming light.

--------------------------------

O chute que abriu de uma só vez a porta da cabine me fez tremer de susto e medo, que fosse alguém querendo o meu mal. Mas, ao fitar os olhos azuis de Hanna numa fantasia um tanto sexy e assustadora, desmanchei-me num choro que não conseguia controlar. A vampira acariciou meus cabelos, sussurrando algo que não tentei entender, não estava bem, queria simplesmente voltar a ter doze anos de idade, quando as coisas ainda não eram tão complicadas e Hunter estava vivo. – Vamos sair daqui. Você precisa tomar um ar. – Assenti rapidamente com a cabeça, aceitando de bom grado a ajuda para erguer-me do chão gelado do banheiro. Caminhando devagar, saímos pelos fundos, chegando a uma parte do colégio que eu nem sabia estar liberada. Aliás, não estava. As luzes do campo permaneciam apagadas, algumas lâmpadas apenas iluminavam o caminho para que chegássemos às arquibancadas. Hanna só soltou-me quando finalmente me sentei em uma das cadeiras, sentindo o corpo todo pesar pelo cansaço, pelo álcool e pelo sono também. Não estava dormindo bem há alguns dias e isso começava a prejudicar-me em momentos que eu deveria ficar desperta. – Jessica, o que aconteceu? Tem certeza que já seu recuperou do acidente? Eu... fiquei sabendo... – Levantei a cabeça, fitando Hanna com uma expressão um tanto triste, enquanto secava as lágrimas que ainda escorriam por meu rosto, impedindo minhas bochechas de ficarem secas. Não queria contar à ela sobre Mikhail, e as três sombras, ou sobre Hunter ter aparecido no banheiro, sobre Eva e William... Quanto menos espalhasse aquelas terríveis novidades, menos mortes eu causaria, menos pessoas sairiam feridas, menos sangue seria derramado. – Não, eu estou bem em relação ao acidente. Foram só alguns arranhões e duas costelas fraturadas. Já me recuperei quase completamente. – Tentei abrir um sorriso para aliviar a preocupação de Hanna, mas meus lábios não conseguiam se curvar para cima. Desisti de passar uma falsa imagem, ficando apenas sem expressão alguma no rosto. – Estava chorando porque meu pai, que está morto, vem aparecendo constantemente em meus sonhos, isso me deixa perturbada. E com saudades. – Comprimi os lábios, contendo os soluços que subiram por minha garganta.

Respirei fundo três vezes para não voltar a chorar. Hanna permaneceu ao meu lado, sem dizer mais nada, até porque não era necessário, não havia palavras para serem ditas naquele momento. O vento fresco que se chocava contra meu rosto, lançava meus cabelos para trás e por um momento, senti uma paz maravilhosa. Não durou muito, o coração se apertou dentro do peito enquanto imagens rápidas passavam diante de seus olhos. Eva e Will corriam pelos corredores do colégio e ao seu encalço, ninguém menos que Mikhail. Tremi, piscando freneticamente para voltar a ter foco em Hanna, agradecendo mentalmente a vampira por ter me tirado do banheiro. Se ainda estivesse presa na cabine, teria desmaiado, odiava ficar trancada em lugares tão estreitos. – Jessica! Fuja! Vocês estão correndo grande perigo! – Olhei ao nosso redor, buscando pela figura de Hunter, por seu rosto ou qualquer indício que provava sua presença ali, mas não havia nenhum, estávamos sozinhas, Hanna e eu, naquela arquibancada escura. O vento mudou de direção, jogando meus cabelos em meu rosto, obrigando-me a levar as mãos para ajeitá-los atrás das orelhas, mas não fora só o vento que chamou minha atenção. O cheiro de morte e presença infernal que deixaria qualquer ser inquieto fez meu coração pular, mostrando-me novamente as imagens da fuga de Eva e William. Não é real Jess, não é!, tentei convencer a mim mesma das palavras que sussurrava em pensamento, mas não houve tempo. A mancha negra saltou as escadas, caindo diretamente de frente para nós, fazendo todos os pelos do meu corpo se arrepiar. Mikhail sorriu sadicamente, exibindo os dentes branquíssimos, olhando-nos com gula. O medo instalou-se tanto em mim quanto em Hanna. – Boa noite, senhoritas. – Com uma breve reverência, cumprimentou-nos, mas segundos depois agarrou meus pulsos, erguendo-me com brutalidade. – NÃO! – Berrei sendo jogada sobre os ombros do vampiro, tentando me soltar por meio de chutes e socos, mas sabia que de nada adiantaria. O nervosismo impedia que eu conseguisse pensar em algum feitiço para afasta-lo o suficiente para uma fuga, até que de uma só vez, fui largada no ar, caindo de costas no chão.

As costelas recém-curadas reclamaram de dor, fazendo-me encolher o corpo, tentando erguer-me do chão. Gemi baixo, conseguindo sentar-me entre as cadeiras, observando aterrorizada a cena de luta diante dos meus olhos. Hanna era um monstro de olhos vermelhos e dentes pontudos, estava pronta para atacar Mikhail, mas antes, lançou-me um olhar que descreveu tudo o que ela queria dizer, “FUJA!”. Com muita dificuldade consegui ficar de pé, virei o corpo na direção oposta, sentindo novas lágrimas escorrerem por estar deixando Hanna para trás. Faça alguma coisa, LUTE!, berrei para mim mesma em pensamento, mas no estado deplorável em que eu me encontrava, jamais conseguiria conjurar feitiços com precisão. Contra minha vontade, comecei a correr, aumentando a velocidade cada vez mais. – Salvabitur innocens vita in manu claves septem; Innocens moriatur anima tua intacto. – Conjurei usando minhas forças mais íntimas, fechando os olhos por um segundo ao ouvir o estalo alto de algo se quebrando, aumentando mais ainda o ritmo da corrida. – Achub nhw! – Implorei, subindo os degraus das escadas desajeitadamente, tropeçando e quase indo de encontro com o chão. O grito agudo de Hanna ainda ecoava por todo o campo, junto com o barulho de sua queda pela arquibancada, chocando-se contra as cadeiras e contra a tela de proteção. Assisti a tudo de soslaio, cobrindo a boca para não chorar alto demais. Voltei a correr, contornando a escola pelo lado de fora, indo parar no estacionamento, que por sinal estava lotado de carros, mas não de pessoas. Minha respiração estava pesada e ofegante, meti-me no meio dos veículos, buscando um esconderijo, mas de nada adiantava me esconder de um vampiro. Apanhei a faca falsa dentro do bolso do vestido e fixei o olhar em sua lâmina. – Amddiffyn mi fel llafn gwir, sy'n gallu torri cig dyfnaf ac oer! – A faca brilhou por segundos, transformando-se em uma arma de verdade, pronta para ser usada em qualquer pessoa que viesse me atacar. Sai com cuidado de trás de um Porshe, decidida a encontrar Eva, William ou qualquer um que pudesse me ajudar, mas na distração de olhar para os lados, acabei por chocar-me em algo, ou melhor, em alguém. Afastei-me rapidamente, apontando a faca na direção do rosto do rapaz fantasiado de go-go boy. – Pra trás! – Sussurrei nervosa, temendo ser morta por ele. De alguma forma, eu sabia que ele não era humano, mas a fraqueza impossibilitava que eu definisse sua raça tão imediatamente.

--------------------------------


TAGGED Eva, Camille, William, Thomas, Mikhail, Hanna
MÚSICA Meet me on the Equinox - Death Cab for Cutie
SET roupas
CRÉDITO à GIULIA --- TERRA DE NINGUÉM && OPS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Frederik Slaint

avatar

Mensagens : 138
Data de inscrição : 14/09/2012

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 10:17 am



( HALLOWEEN )



The Crow Black




| Jéssica ainda estava desconfortável, mesmo quando o bruxo tentava mostrar uma forma de segurança para ela, ele sentia que a ruiva não estava calma. Tentava se controlar para não fazer perguntas para a outra naquele estado, queria deixa-la respirar um pouco das suas questões, foi então que ela se afastou dele e dizia que precisava ir ao banheiro, lógico que deixou ela ir, mas percebeu que enquanto ia em direção ao seu destino ela passou pela tal vampira e a puxou, estaria ela escondendo ainda muita coisa dele, porém permaneceu alguns minutos no mesmo lugar antes de segui-la. Um vento gélido passou por ele e isso não era bom, sempre tinha pressentimentos quando sabia que algo ruim estava pra acontecer.
" Me perdoe por isso Jess.."
Frederik se locomoveu do local indo em direção ao banheiro feminino, as pessoas estavam bem alteradas, a bebida estava deixando-as sem orientação, aquilo por um lado era bom, mostrava que eles estavam dispersos das lutas que estavam acontecendo próximos a ele, eis que surgiu uma alvoroço na saída da porta, um jovem havia sido cortado ao meio, por alguém, mas quem?
Realmente aquela cidade tinha suas surpresas bem macabras...
Passava pelos corredores, sentia energias diversificadas, bruxos estavam se de gladiando, vampiro, híbrido, muitas raças perigosas entre humanos, aonde era o banheiro feminino ?
Parava de correr, agora andava apressado, antes de virar um outro corredor naquela escola que mais parecia um labirinto viu um jovem correndo, de repente um vulto forte, se aproximou da esquina do corredor e colocou lentamente sua face e assim viu uma saída, dava para o campo da escola, Frederik caminhou e ficou a observar tudo ali, a loira estava ao lado de Jessica, o bruxo ficou pronto para avançar, mas seria perigoso de mais, Jessica estava ao ombro do vampiro até ele ser atacado pela outra, poderia aproveitar o momento, mas viu que a ruiva voltou a correr, ela fora esperta em deixar a vampira ser a isca para sua fuga.

Voltou a correr em direção contrária, desviava dos adolescentes bêbados e no momento em que pensou em virar o outro corredor ouviu um grito, parou e pensou trezentas vezes, mas resolveu ir ao foco do grito.
Chegando perto sentiu três presenças, dois bruxos e um híbrido, caminhou lentamente e se deparou com a tal situação, lembrou da garota que Jessica dizia não ser amiga, mas era, ela havia dito o nome dela...
- Eva?
Ela estava ao chão, o híbrido estava ao lado dela com os lábios no tom avermelhado, o outro bruxo estava de pé vendo tudo e com um sorriso estampado na face, então eles trabalhavam pro tal homem de olhos azuis...
- O que está acontecendo ?
Frederik ficou parado olhando os três apavorado com a cena, se dependesse ele ajudaria Eva, não admitiria uma luta covarde de dois contra um..|








SixPOST!

Jessica // Hanna// William // Mikhail// Michael // Alex TAGGED!

Fantasia SET!

I'm Not Okay - My Chemical Romance LYRICS!

As peças estão se encaixando... NOTES!

GIULIA --- TERRA DE NINGUÉM && OPS! CREDITS!




Última edição por Frederik Slaint em Ter Out 23, 2012 12:47 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jason Kylle
Lobisomem
Lobisomem
avatar

Mensagens : 582
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 26

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 10:29 am




Welcome to Mystic Lake



Jason ainda estava perplexo com toda a situação que passou em minutos atrás, estava tudo tão corrido e bem estranho, Alex era o irmão de Michael, ele havia ajudado ao werewolf a sair da morte, estava em débito com ele, também ?
Mais um Sullyvan em sua vida seria um problema e dos grandes, nesse momento só queria sair dali, pensava agora em Zed, aonde ele estaria, precisava dele ali, ficar em um local sozinho seria bem perigoso.
Enquanto caminhava pela festa uma jovem loira passou pelo serial killer mascarado e se afastou de todos, ela estava sem máscara então pode reconhecê-la, Mia, a jovem do grill e do baile de máscaras, ela era uma boa pessoa, estaria correndo perigo naquele lugar!
Lentamente ele foi se aproximando da jovem de forma assustadora e levantou o facão de brincadeira e logo tirou a máscara.
- Bem vindo à Mistyc Lake, rsrs. Olá Mia!
Ele tirou a máscara e abaixou o facão, ficou ao lado dela olhando os outros se divertirem..
- Está entediada ?
Perguntou de forma calma, mas teria que em breve deixa-la bem preocupada...
Olhou para a loira e cruzou os braços.
- É tão ruim quando a pessoa que amamos não está por perto, não acha?
Fala aquilo agora bem triste, a saudade dele era muita, queria seu bruxo por perto.



Tag: Michael Sullyvan // Alex Sullyvan // Zed Crowley // Mia Rinaldi

Post: 004
Musica: Jessie J - Nobody is perfect.
Roupa: Fantasia
Notas: A bruxa está solta!


thanks, baby doll at oops


Voltar ao Topo Ir em baixo
Elijah Mikaelson
Original
Original
avatar

Mensagens : 182
Data de inscrição : 09/09/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 12:55 pm



Elijah Mikaelson

The Original Vampire






A jovem tentava tirar algum esboço de sorriso do original, lógico que não deixaria ela se sentir uma pessoa desgostosa, sorriu de forma cordial recebendo o comentário cômico.
Enquanto dançavam eles conversavam de forma culta, logo depois de um longo tempo na pista a musica voltava a ficar agitada, Elijah deixava aquela poluição sonora para os mortais ou qualquer outro que se colocava naquele ritmo mundano, sendo que um deles era o próprio irmão Niklaus.
Saindo da pista e chegando em uma parte mais reservada com a outra ele fitou ela e acariciou sua face, foi de forma bem suave.
Citação :
- Tudo bem,Sr.Mikaelson.O que quer?
Ela passou para ele uma forma mais preocupada, coisa que não se necessitava, ele evitava tomar sangue humano, apenas para maiores emergências, mas naquele caso estava fora de seus planos fazer qualquer coisa contra ela ou outro humano naquela festa.
- Preste bem a atenção Srª Langdon...
Olhava fixamente nos olhos verdes dela e fazia sua hipnose de forma bem sutil.
- Você vai caminhar mais alguns minutos pela festa, logo vai pegar a saída e ir de volta para sua casa, você está sentindo muito cansada e resolveu descançar...
Fizera aquilo para que protegesse alguém com quem simpatizou, sabia que aquela festa iria acabar em desastre, então preferiu pelo menos tirar uma inocente do meio daquela futura tragédia.
Tirou o olhar da jovem e mostrou seu caminho livre..
- Agora vá, siga seu caminho..
Deixou ela livre, então tirou a máscara e sua capa, deixou jogado no canto do ginásio e caminhou agora mostrando sua face limpa, não demonstrava preocupação, apenas queria evitar futuros banhos de sangue, caminhava agora em direção a Elena, eis que reparou em outra cena, Srº Saltzman estava desmaiado em frente à Damon. Havia começado.
Voltou a caminhar em direção de Elena e parou próximo a ela e Bonnie, sua amiga bruxa.
- Boa noite senhoritas.
Se virou para Elena que estava idêntica à Hatherine.
- Não sei o que pretendia fazer vestida dessa forma, mas acho melhor vocês saírem daqui. Esse lugar se tornou uma bomba relógio e brevemente explodirá em sangue.
Elijah fitava Elena bem intrigado com sua "fantasia" de Katherine ela sabendo que Niklaus estaria presente na festa.


TAG: Niklaus Mikaelson - Ashley Langdon - Caroline Forbes - Damon Salvatore - Elena Gilbert - Bonnie Bennett - Alaric Saltzman.

ROUPA: Aqui

NOTAS: Um único aviso.


Voltar ao Topo Ir em baixo
-----



Mensagens : 1294
Data de inscrição : 27/01/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 12:58 pm



Mia Rinaldi





Levei um susto quando alguém fantasiado de Jason apareceu, eu vi que o facão não era verdadeiro e olhei para seu rosto enquanto tirava a máscara. Era apenas Jason. Não pude deixar de não sorrir.

- Jason! - Mordi o lábio, tentando não ir mais ao perceber a idêntica combinação dos nomes. Respirei fundo, seguindo seu olhar.

- Um pouco... Digamos que festas não acabam muito bem... A tradição de algo ruim ronda esses lugares. - Me virei para encará-lo e notei sua tristeza que entendia muito bem. Apenas sorri de canto, não poderia falar sobre Prim com ninguém, ou acabaria dando conta do que aconteceu e me perderia numa tristeza profunda.

- Sim... Não vi John ultimamente. - Respirei fundo, esquecendo-me de Prim por um instante. - Aposto que você também não tem visto o Zed, sinto muito.

Falei enquanto o abraçava carinhosamente. Eu sentia a sua dor, queria que John viesse, queria que o Zed viesse pra deixar Jason feliz. Queria que nada acontecesse hoje, embora no fundo soubesse que algo terrível iria acontecer.






Thanks, Dricca - Terra de Ninguém

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alan Scratch

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 18/04/2012
Idade : 42
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 1:21 pm



but you and i, we live and die

the world's still spinning around us




Não tinha tempo e não existia melhor fantasia do que eu mesmo. Entrei na festa, sorrindo para os meus adoráveis alunos, porém procurava uma em especial. Mia Rinaldi. Haviam muitos seres abominaveis no local, era por isso que precisaria fazer isso. Eu a encontrei conversando com alguém, caminhei até ela e parei ao seu lado, encarando o rapaz com um sorriso.



- Olá Senhorita Rinaldi, olá amigo... - Falei enquanto estendia minha mão a ele.

Havia passado verbena e wolfsbane, se fosse vampiro ou lobisomem eu iria saber. Aguardei o cumprimento, enquanto isso meu olhar foi até a jovem humana loira, havia um sorriso sarcástico em meus lábios. Logo o show iria começar!


- Senhorita Rinaldi, poderia me acompanhar, por gentileza? Tenho assuntos de minha matéria para se tratar, sua nota não anda muito boa ultimamente. - Falei e olhei para Jason, aguardando seu cumprimento.

Eu tinha que fazer as coisas rapidamente, eu tinha que tirar Mia daqui a qualquer custo. Meus planos estavam montados e iria arrancá-la daqui se fosse preciso.




TAGGED: Mia Rinaldi, Jason Kylle.

• by Mari from OPS! & TdN•
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jason Kylle
Lobisomem
Lobisomem
avatar

Mensagens : 582
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 26

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 1:53 pm




Welcome to Mystic Lake



Mia demonstrou satisfação em vê-lo, isso deixou Jason mais tranquilo mesmo com toda a situação que estava acontecendo ao redor de ambos ali.
Citação :
- Um pouco... Digamos que festas não acabam muito bem... A tradição de algo ruim ronda esses lugares.
Ela tinha razão, lembrou-se do baile de máscaras.
- Verdade, ainda não me esqueci da última festa..
Sentiu que ela estava meio acoada com algo, mas preferiu não se meter em alguma situação constrangedora.
Ela agora estava virada para ele.
Citação :
- Aposto que você também não tem visto o Zed, sinto muito.
- Se eu tivesse apostado, teria perdido.. Mesmo assim eu tento seguir minha vida, a saudade mata mesmo..
Logo Mia o abraçou, ele retribuiu, sentia o carinho dela enquanto passava também seu gesto amistoso.
Ambos estavam sofrendo pelo mesmo problema praticamente, agora tinha que deixa-la apar das noticias, ela era uma ótima pessoa e uma amiga bem valiosa, se afastou dela um pouco e começou a fazer sua parte na amizade.
- Mia...agora me escute..
Foi nesse momento que outra pessoa apareceu, um humano, sentiu pelo cheiro que não tinha essência mística, mas sentiu outra coisa, Jason poderia ser diferente de alguns lobos, só que não completamente.
Citação :
- Olá Senhorita Rinaldi, olá amigo...
Ele estendia a mão para querer cumprimenta-lo, Jason olhou para a mão dele e logo para os olhos do outro rapaz. Esperou alguns segundos e se virou para Mia.
- Saia o quanto antes daqui, essa festa vai se pior que o baile, o tema ajudou a atiçar os sanguinários de plantão..Okay ?
Se afastou lentamente deles e ao passar do lado do homem presente ali se virou soltando suas palavras a ele.
- Vê se passa menos, o cheiro é muito forte quando se utiliza muita quantidade...
Tocou no ombro dele e virou para Mia novamente.
- Até mais Mia, nos vemos por ai...
Deixou ambos na festa saindo do local e indo para fora do ginásio.



Tag: Zed Crowley // Mia Rinaldi // Alan Scratch

Post: 005
Musica: Jessie J - Nobody is perfect.
Roupa: Fantasia
Notas: Chegando ao fim de festa...


thanks, baby doll at oops


Voltar ao Topo Ir em baixo
Samuel Bale

avatar

Mensagens : 136
Data de inscrição : 24/09/2012

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 7:59 pm





LET YOURSELF GO!
SHUT YOUR MOUTH CAUSE YOU'RE TALKING TOO MUCH
AND I DON'T GIVE A FUCK ANYWAY
LET YOURSELF GO.



No momento em que aquelas palavras saíram de sua boca,Sam se arrepndeu tê-las dito daquela forma rude.”Devia tomar mais cuidado com o que faz coelhinha, usar magia assim pode te colocar em encrencas? Eu sou mesmo um idota! Pensou ele. ”A ultima coisa que se passará na cabeça dessa garota,é que eu desejo ajuda-la!”
E como ele esperava,a garota teve uma resposta negativa à sua fala,a garota olhou para o bruxo mascarado com estranhamento e disse amargamente:– Me meter em encrencas? Desculpe, por acaso o conheço?
Sam ficou sem reação,não conseguia pronunciar uma palavra,apenas ficou parado olhando para a bruxa que estava à sua frente,como se por um instante a mente dele,ficasse completamente vazia.Então a feição da menina coelho mudou repentinamente,de raiva para uma face de preocupação:- Consegue sentir também?-disse a garota.
Sam ficou um pouco confuso no começo,e só então olhou ao redor e voltou a prestar atenção nas energias,percebendo que se distraira durante a festa e não havia notado que o ar estava pesado,com cheiro de morte.Então,em resposta à pergunta da garota ele apenas assentiu com a cabeça,e a bruxa repentinamente se moveu em direção à ele,colocou levemente suas mãos nos ombros do garoto,que estava mais confuso à cada instante,e os dois começaram a dançar,de uma forma bem descompaçada e fora do ritmo da música que tocava,mostrando que os dois claramente não tinham a menor ideia do que faziam.
-Essa energia pesada... Estou sentindo que algo muito ruim vai acontecer-sussurou a bruxa,ao ouvido de Sam enquanto dançavam,quando ela se afastou Sam assentiu com a cabeça.Ela pareceia tensa,estava agitada-Por isso fiz o feitiço de proteção, não quero que Jazzie se machuque simplesmente por estar acompanhada de uma bruxa-continuou a garota enquanto dançavam.
-Então você achou que usar um feitiço no meio de uma festa cheia de seres sobrenaturais como essa,seria a melhor forma de proteger a sua amiga?-disse o bruxo,virando seu rosto para a garota vestida de Alice,devia ser Jazzie,que parecia estar extremamente confusa com tudo aquilo-Bom,a maioria das pessoas que conheço,não arriscariam a própria pele desse jeito...






Tagged:Cassie Ainsworth e Jazzie M. Evans Post: 02 Notes: Demorei mas postei! Wearing: link na ass Credits: Shinji @ Ops!

Voltar ao Topo Ir em baixo
-----



Mensagens : 1294
Data de inscrição : 27/01/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
Nivel: Médio

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 10:06 pm



Mia Rinaldi





Acho que acabei ganhando um grande amigo, eu queria que ele não passasse por tanto sofrimento. Abri um sorriso, mas logo se desfez ao notar sua voz de preocupação. Tinha a certeza que Jason queria me dizer alguma coisa importante. Olhei para o lado e avistei o Mr. Scratch, senti um arrepio na pele. Algo nele me causava calafrios.
Notei a tensão entre o professor e Jason, abri a boca pra pronunciar algo, mas fui impedida quando falara sobre minhas notas. Fiquei perplexa, deveria ser algum tipo de engano. Minhas notas estavam ótimas, qual era o problema desse professor?

- Acho que o senhor cometeu algum engano... - Olhei para Jason que se afastou e me alertou sobre o aconteceria.

Olhei ao meu redor e senti que deveria alertar todos, ao menos tirar uma grande quantidade de inocentes. Eu estava horrorizada, tinha que fazer algo. Lembrei-me que o professor estava ao meu lado, eu o encarei.

- Garanto que é algum erro, todas as minhas notas estão boas, professor. Agora, com licença, preciso resolver algo. - Apenas sorri e deixei-o para trás.

Caminhava lentamente sem direção, parando em um lugar deserto e escuro. Não tinha pensando em como avisar as pessoas, todos me achariam uma maluca e não me dariam ouvidos.






Thanks, Dricca - Terra de Ninguém

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alan Scratch

avatar

Mensagens : 21
Data de inscrição : 18/04/2012
Idade : 42
Localização : Mystic Falls

MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   Seg Out 22, 2012 10:26 pm



but you and i, we live and die

the world's still spinning around us




Sorri irônicamente para o rapaz, ignorando-o enquanto alertava Mia para sair da festa. O que ele mal poderia imaginar que acabara de deixá-la só pra mim. Ela se questionava sobre suas notas e dizia que não havia nada de errado. Era claro que não! Esse era um dos meus planos para te sequestrar loirinha, apenas mantive o sorriso sarcástico nos lábios, alguns diriam que estava mais para psicopata.

- Não há engano algum, querida. - Avistei-a enquanto partia.

Esperei que ela parasse, só então caminhei até ela. Parando de trás dela, a minha sorte era que o local estava vazio e ninguém iria notar o que faria a seguir. Peguei um lenço de pano e molhei em um pote pequeno, levei até o nariz da garota enquanto com o mesmo tampava sua boca.
Ela debatia-se aos poucos e logo foi ficando flácida e impotente, a segurei nos braços para que não caísse. Uma aluna que passava no local nos viu e sorri de canto.


- Ela desmaiou, vou levá-la até a enfermaria. - Eu a peguei no colo e saí do local com Mia.

ENCERRADO PARA MIA E ALAN



TAGGED: Mia Rinaldi, Jason Kylle.

• by Mari from OPS! & TdN•
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Evento [Halloween]   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Evento [Halloween]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
The Vampire Diaries Brasil RPG :: RPG The Vampire Diaries :: - :: Área externa escolar-
Ir para:  

A trama do fórum está disponível aqui(LINK).

O fórum está oficialmente aberto, e ele foi resetado ou seja: todos as vagas estão livre, os cannons e avatares foram deletados, assim como as fichas de personagens.

E agora nós criamos mais personagens que não fazem parte da série, e colocamos do jeito que nós queremos, vocês estão livres para pegarem os cannons que quiserem, contanto que falem com a Administração primeiro.